Sobre

Aviso

Este medicamento pode ser encontrado em apresentações de uso humano, porém com literatura técnica que baseia seu uso na medicina veterinária. O uso de suas informações é de responsabilidade do médico veterinário.

Princípio(s) Ativo(s)

  • Colagenase

Classificaçāo

Cicatrizante

Receita

Receita Simples

Espécies

Cães e Gatos

ARMAZENAMENTO

Deve ser armazenado em sua embalagem original, em temperatura ambiente (15°C a 30°C), protegido da luz e umidade e fora do alcance de crianças e animais domésticos.

Apresentações e concentrações

Apresentações e concentrações

  • - Colagenase, bisnaga (30 g)
  • - Colagenase, bisnaga (50 g)

Indicações e contraindicações

INDICAÇÕES

Indicada na limpeza de lesões cutâneas, independentemente de sua origem e localização: em ulcerações e necroses (úlcera varicosa, úlcera por decúbito, gangrenas das extremidades, especialmente gangrena diabética, congelamentos); em lesões de difícil cura (lesões pós-operatórias, por irradiação e por acidentes); antes de transplantes cutâneos e áreas severamente queimadas.

CONTRAINDICAÇÕES / PRECAUÇÕES

Não deve ser administrado em animais com hipersensibilidade ao princípio ativo ou em pacientes com queimaduras muito extensas.

EFEITOS ADVERSOS

Podem aparecer: ardência, dor, prurido e eritema.

REPRODUÇÃO, GESTAÇÃO E LACTAÇÃO

O uso seguro durante a gestação e lactação não foi estabelecido, embora não existam relatos de problemas fetais relacionados. A avaliação do clínico quanto aos benefícios e riscos do tratamento é fundamental.

SUPERDOSAGEM

Não há relatos de reações sistêmicas ou locais atribuídas a superdose de colagenase.

Administração e doses

Via(s)

Tópica

Videos da(s) via(s)

FREQUÊNCIA DE UTILIZAÇÃO

12 a 24 horas

DURAÇÃO DO TRATAMENTO

A critério do médico veterinário

OBSERVAÇÕES

Limpar a lesão retirando todo o material necrosado, com uma gaze umedecida com soro fisiológico.

Uma camada da pomada deve ser aplicada, no curativo ou diretamente para área a ser tratada ligeiramente umedecida.

Interações medicamentosas

Observações da interação

Outros produtos tópicos podem diminuir a absorção da Colagenase.

* Aviso Legal - Interações Medicamentosas - O Aplicativo Vet Smart contém informações de interação medicamentosas em geral, que foram levantadas por pesquisa realizada pelo próprio Vet Smart, de modo que as informações médicas e sobre medicamentos não é um aconselhamento médico veterinário e não deve ser tratado como tal. Portanto, a Vet Smart não garante nem declara que a informação sobre tratamentos médicos veterinários ou interações medicamentosas do Aplicativo Vet Smart: (A) estará constantemente disponível, ou disponíveis a todos; ou (B) são verdadeiras, precisas, completas, atuais ou não enganosas.

Farmacologia

FARMACODINÂMICA

A colagenase é uma enzima proteolítica com uma alta especificidade por colágeno natural e desnaturado, utilizado como um agente de desbridamento, digerindo e removendo o tecido necrosado e, consequentemente, promovendo o processo de cicatrização.

FARMACOCINÉTICA

Em humanos, o efeito da colagenase acontece após 8 a 12 horas da administração e dura até 24 horas.

EFEITOS ADVERSOS

Podem aparecer: ardência, dor, prurido e eritema.

REPRODUÇÃO, GESTAÇÃO E LACTAÇÃO

O uso seguro durante a gestação e lactação não foi estabelecido, embora não existam relatos de problemas fetais relacionados. A avaliação do clínico quanto aos benefícios e riscos do tratamento é fundamental.

SUPERDOSAGEM

Não há relatos de reações sistêmicas ou locais atribuídas a superdose de colagenase.

MONITORAMENTO

Se não houver melhora após 14 dias, o tratamento deve ser descontinuado.

Avaliações

Como você avaliaria a performance do produto?

Desempenho do Produto

Muito satisfatório
Satisfatório
Insatisfatório
Muito insatisfatório

Distribuidores

Este produto ainda não tem distribuidores

Referências Bibliográficas

FRANCO, D.; GONÇALVES, L. F. Feridas cutâneas: a escolha do curativo adequado. Rev. Col. Bras. Cir. Vol. 35 - Nº 3, Mai. / Jun. 2008

SOUSA D. L. S. et al. Atividade cicatri-zante da colagenase e cloranfenicol em ferida cutânea em cão: relato de caso. In: IX Jornada de Ensino, Pesquisa e Extensão – JEPEX 2009 – UFRPE(Recife, Brasil).