Sobre

Aviso

Este medicamento pode ser encontrado em apresentações de uso humano, porém com literatura técnica que baseia seu uso na medicina veterinária. O uso de suas informações é de responsabilidade do médico veterinário.

Princípio(s) Ativo(s)

  • Bromazepam

Classificaçāo

Benzodiazepínico, Anticonvulsivante

Receita

Receita Azul ou B

Espécies

Cães

INFORMAÇÕES AO CLIENTE

Informe ao Médico Veterinário a ocorrência de gestação ou lactação durante ou logo após o tratamento.

A interrupção do tratamento e a modificação de dose não devem ser feitas sem a orientação do Médico Veterinário.

O medicamento só deve ser prescrito por um Médico Veterinário. O uso indiscriminado de benzodiazepínicos pode ser perigoso para a saúde dos animais.

Continue o tratamento pelo tempo determinado pelo médico veterinário, mesmo se o animal apresentar melhora.

Não faça uso deste medicamento sem orientação Médica. O abuso de benzodiazepínicos pode ser perigoso para saúde humana e causar depência química.

ARMAZENAMENTO

Conservar em local seco, entre 15°C e 30°C, ao abrigo da luz solar direta e fora do alcance de crianças e animais domésticos.

Apresentações e concentrações

Apresentações e concentrações

  • - Bromazepam 3 mg, comprimido
  • - Bromazepam 3 mg, cápsula de liberação prolongada
  • - Bromazepam 6 mg, comprimido
  • - Bromazepam 5 mg, cápsula de liberação prolongada
  • - Bromazepam 2,5mg/mL, solução gotas
  • - Bromazepam 1mg + Sulpirida 25mg, cápsula

Indicações e contraindicações

INDICAÇÕES

Indicado no tratamento de distúrbios comportamentais relacionados a síndrome de ansiedade.

CONTRAINDICAÇÕES / PRECAUÇÕES

Não deve ser administrado a pacientes com hipersensibilidade conhecida aos benzodiazepínicos ou a qualquer excipiente do produto, insuficiência respiratória grave, insuficiência hepática grave .

EFEITOS ADVERSOS

Possuem baixa incidência de efeitos colaterais, no entanto há podem ocorrer: ataxia, agitação e excitação, quando administrados em animais com estado de alerta normal. Alguns outros sinais são: sonolência, irritabilidade, incoordenação motora.

REPRODUÇÃO, GESTAÇÃO E LACTAÇÃO

Não deve ser usada por fêmeas gestantes, lactantes ou destinada a reprodução.

SUPERDOSAGEM

A superdose de pode levar à arreflexia, apneia, hipotensão arterial, depressão cardiorrespiratória e coma.

Administração e doses

Via(s)

Oral

Videos da(s) via(s)

FREQUÊNCIA DE UTILIZAÇÃO

24/24 horas

12/12 horas

Doses

Recomendado

Cães

0,1 - 0,3 mg / kg

calcular

Interações medicamentosas

Esse produto não contém interações, pois não há referências sobre ou ainda não foi preenchida por nossa equipe técnica.

Farmacologia

FARMACODINÂMICA

Atuam seletivamente no SNC, aumentando a ação de neurotransmissores inibitórios; abrem os canais de cloro, deixando o neurônio hiperpolarizado e promovem parte da sua ação combinando-se com receptores específicos para benzodiazepínicos no SNC (FANTONI & CORTOPASSI, 2008).

FARMACOCINÉTICA

São rapidamente absorvidos pelo trato gastrointestinal. A injeção IM provoca absorção irregular e o risco de formação de precipitados, já a administração IV é bastante difundida, na pré-anestesia e controle de convulsões. A distribuição é ampla no organismo e ligam-se fortemente às proteínas plasmáticas. A biotransformação é hepática e a eliminação é renal, dos metabólitos inativos (SPINOSA & GÓRNIAK, 2006).

EFEITOS ADVERSOS

Possuem baixa incidência de efeitos colaterais, no entanto há podem ocorrer: ataxia, agitação e excitação, quando administrados em animais com estado de alerta normal. Alguns outros sinais são: sonolência, irritabilidade, incoordenação motora.

REPRODUÇÃO, GESTAÇÃO E LACTAÇÃO

Não deve ser usada por fêmeas gestantes, lactantes ou destinada a reprodução.

SUPERDOSAGEM

A superdose de pode levar à arreflexia, apneia, hipotensão arterial, depressão cardiorrespiratória e coma.

Avaliações

Como você avaliaria a performance do produto?

Desempenho do Produto

Muito satisfatório
Satisfatório
Insatisfatório
Muito insatisfatório

Distribuidores

Este produto ainda não tem distribuidores

Referências Bibliográficas

AVISO: algumas informações foram retiradas da bula do medicamento referência, que consta na base de dados da ANVISA. Disponível em: <http://www.anvisa.gov.br/datavisa/fila_bula/index.asp>

FANTONI, D. T.; CORTOPASSI, S. R. G. Tranquilizantes e sedativos.In: Andrade SF. Manual de terapêutica veterinária. 3. ed. São Paulo: Roca, 2008.

GEROLD, M. et al. Analysis of cradiac chromotropic responses to diazepam and bromazepam in conscious trained dogs. European Journal of Pharmacology Volume 35, Issue 2, February 1976, Pages 361-368

SPINOSA, H. S.; GÓRNIAK, S. L. Tranquilizantes, relaxantes musculares de ação central e antidepressivos. In: SPINOSA H. S. et al. Farmacologia Aplicada à Medicina Veterinária. 4. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2006.

TEIXEIRA, Elsa Palma. Desvios Comportamentais nas Espécies Canina e Felina: Panorama Actual e Discussão de Casos Clínicos. 2009. 100 p. Dissertação (Mestrado em Clínica e Cirurgia de Pequenos Animais), UNIVERSIDADE TÉCNICA DE LISBOA, Lisboa, 2009.