Sobre

Aviso

Este medicamento pode ser encontrado em apresentações de uso humano, porém com literatura técnica que baseia seu uso na medicina veterinária. O uso de suas informações é de responsabilidade do médico veterinário.

Princípio(s) Ativo(s)

  • Diacereína

Classificaçāo

Condroprotetor, Anti-inflamatório

Receita

Receita Simples

Espécies

Cães

ARMAZENAMENTO

Conservar em temperatura ambiente (entre 15°C e 30°C), protegido da luz e da umidade.

Apresentações e concentrações

Apresentações e concentrações

  • - Diacereína 50 mg, cápsula
  • - Artrodar 50 mg, cápsula
  • - Artrodar 50 mg, cápsula

Indicações e contraindicações

INDICAÇÕES

Indicado no tratamento sintomático de artrites, artroses e outras doenças degenerativas de cartilagem.

CONTRAINDICAÇÕES / PRECAUÇÕES

Não deve ser usado em pacientes com hipersensibilidade conhecida ao medicamento, nem em casos de insuficiência hepática grave, doenças intestinais inflamatórias ou obstruções intestinais.

EFEITOS ADVERSOS

Entre as reações relatadas em humanos, encontram-se: diarreia, dor abdominal, aumento do trânsito intestinal.

REPRODUÇÃO, GESTAÇÃO E LACTAÇÃO

Não é indicado para uso durante gestação ou lactação.

Administração e doses

Via(s)

Oral

Videos da(s) via(s)

FREQUÊNCIA DE UTILIZAÇÃO

24/24 horas

(SMITH et al., 1999)

Recomendado

Cães

40 mg / kg

calcular

OBSERVAÇÕES

A ingestão deste medicamento junto com alimentos pode melhorar sua absorção.

As doses são derivadas de extrapolações das doses utilizadas em seres humanos ou da experiência empírica.

Não existem estudos disponíveis bem controlados sobre sua eficácia para animais.

Interações medicamentosas

Observações da interação

Não deve ser administrada simultaneamente com laxantes. O uso concomitante com produtos contendo hidróxidos de alumínio ou de magnésio (ex. antiácidos) pode diminuir sua absorção.

* Aviso Legal - Interações Medicamentosas - O Aplicativo Vet Smart contém informações de interação medicamentosas em geral, que foram levantadas por pesquisa realizada pelo próprio Vet Smart, de modo que as informações médicas e sobre medicamentos não é um aconselhamento médico veterinário e não deve ser tratado como tal. Portanto, a Vet Smart não garante nem declara que a informação sobre tratamentos médicos veterinários ou interações medicamentosas do Aplicativo Vet Smart: (A) estará constantemente disponível, ou disponíveis a todos; ou (B) são verdadeiras, precisas, completas, atuais ou não enganosas.

Farmacologia

FARMACODINÂMICA

É um derivado da antraquinona que inibe a síntese de interleucina 1, a síntese de proteases e a produção de radicais livres de oxigênio, todos implicados no processo de degradação cartilaginosa, e estimula a produção de componentes da matriz cartilaginosa, como colágeno e proteoglicanos. Não inibe a síntese de prostaglandinas, tromboxanos e leucotrienos, e tem maior tolerância gástrica que os antiinflamatórios não esteroidais.

FARMACOCINÉTICA

Em humanos, após à administração oral, a diacereína é prontamente desacetilada à reína, considerada o metabólito ativo. O pico plasmático após uma única dose de 50mg ocorre em 2,5 horas e a Cmax é cerca de 3mg/L. Quando a diacereína é ingerida com as refeições, sua biodisponibilidade aumenta em 25% (aprox.), enquanto a absorção é retardada. A droga possui elevada ligação com proteínas plasmáticas (99%), principalmente, pela albumina. A via de excreção principal do medicamento é a urinária, sob forma de derivados sulfo e glicurônicos conjugados. A meia-vida de eliminação é de 4,5 horas.

CONSIDERAÇÕES LABORATORIAIS

Em humanos, há relatos de cromatúria, porém sem significado clínico.

EFEITOS ADVERSOS

Entre as reações relatadas em humanos, encontram-se: diarreia, dor abdominal, aumento do trânsito intestinal.

REPRODUÇÃO, GESTAÇÃO E LACTAÇÃO

Não é indicado para uso durante gestação ou lactação.

Avaliações

Como você avaliaria a performance do produto?

Desempenho do Produto

Muito satisfatório
Satisfatório
Insatisfatório
Muito insatisfatório

Distribuidores

Este produto ainda não tem distribuidores

Referências Bibliográficas

AVISO: algumas informações foram retiradas da bula do medicamento referência, que consta na base de dados da ANVISA. Disponível em: <http://www.anvisa.gov.br/datavisa/fila_bula/index.asp>

LOPES, A. S. S. Comparação do efeito condroprotetor terapêutico da glicosamina em relação à diacereína no modelo experimental de artrose em ratos. Dissertação (mestrado) - Ciências. Universidade de São Paulo, São Paulo, 2006.

SMITH, G. N. Jr. et al. Diacerhein treatment reduces the severity of osteoarthritis in the canine cruciate-deficiency model of arthritis. Arthritis Rheum, v. 42, p. 545-54, 1999