Sobre

Aviso

Este medicamento pode ser encontrado em apresentações de uso humano, porém com literatura técnica que baseia seu uso na medicina veterinária. O uso de suas informações é de responsabilidade do médico veterinário.

Princípio(s) Ativo(s)

  • Mesalazina

Classificaçāo

Antidiarreico

Receita

Receita Simples

Espécies

Cães e Gatos

Apresentações e concentrações

Apresentações e concentrações

  • - Mesalazina 250 mg, supositório
  • - Mesalazina 400 mg, comprimido
  • - Mesalazina 500 mg, supositório
  • - Mesalazina 500 mg, comprimido de liberação prolongada
  • - Mesalazina 1 g, grânulo
  • - Mesalazina 1 g, supositório
  • - Mesalazina 1 g, comprimido de liberação prolongada
  • - Mesalazina 1 g, grânulo liberação prolongada
  • - Mesalazina 1 g, comprimido liberação prolongada
  • - Mesalazina 2 g, grânulo

Indicações e contraindicações

INDICAÇÕES

Utilizada empiricamente para o tratamento de doença inflamatória intestinal crônica.

Pode atuar principalmente em substituição à sulfasalazina naqueles indivíduos intolerantes às sulfonamidas (PAPICH, 2013).

EFEITOS ADVERSOS

Não foram relatados efeitos adversos.

REPRODUÇÃO, GESTAÇÃO E LACTAÇÃO

Deve ser utilizado com cautela durante a gravidez e lactação.

Atravessa a barreira placentária e é excretada no leite.

Administração e doses

Via(s)

Oral

Videos da(s) via(s)

FREQUÊNCIA DE UTILIZAÇÃO

8 / 8 horas

Dose empírica (PAPICH, 2013)

Recomendado

Cães e Gatos

5 - 10 mg / kg

calcular

OBSERVAÇÕES

Usa-se empiricamente em veterinária, o extrapolamento da dose utilizada para humanos (geralmente 400-500 mg a cada 6-8 horas, por via oral).

Interações medicamentosas

Esse produto não contém interações, pois não há referências sobre ou ainda não foi preenchida por nossa equipe técnica.

Farmacologia

FARMACODINÂMICA

O mecanismo de ação da mesalazina ainda não é bem esclarecido.

A mesalazina age inibindo a inflamação mucosa mediada pela cicloxigenase e pela lipoxigenase.

Acredita-se que sua ação está relacionada à supressão do metabolismo do ácido araquidônico no intestino (PAPICH, 2012).

FARMACOCINÉTICA

Apresenta ação local, por apresentar baixa absorção sistêmica.

CONSIDERAÇÕES LABORATORIAIS

Alterações nas funções hepáticas e renais e nos componentes sanguíneos são relatadas como reações adversas raras em humanos.

EFEITOS ADVERSOS

Não foram relatados efeitos adversos.

REPRODUÇÃO, GESTAÇÃO E LACTAÇÃO

Deve ser utilizado com cautela durante a gravidez e lactação.

Atravessa a barreira placentária e é excretada no leite.

Avaliações

Como você avaliaria a performance do produto?

Desempenho do Produto

Muito satisfatório
Satisfatório
Insatisfatório
Muito insatisfatório

Distribuidores

Este produto ainda não tem distribuidores

Referências Bibliográficas

BAFUTTO, Mauro et al. Treatment of postinfectious irritable bowel syndrome and noninfective irritable bowel syndrome with mesalazine. Arquivos de gastroenterologia, v. 48, n. 1, p. 36-40, 2011.

BORIN-CRIVELLENTI, Sofia et al. TRATAMENTO CONSERVADOR DE DILATAÇÕES ESOFÁGICAS EM CÃES. INVESTIGAÇÃO, v. 14, n. 1, 2015.

GOMES, Elisabete Tomé. Doença inflamatória intestinal idiopática em cães: estudo retrospetivo de 21 casos clínicos. 2017. Dissertação de Mestrado.

PAPICH, M. G. Manual Saunders de terapia veterinária: pequenos e grandes animais. [tradução Silvia m. Spada et al.]. Rio de Janeiro: Elsevier, 2012.