Sobre

Princípio(s) Ativo(s)

  • Metronidazol
  • Sulfadimetoxina

Classificaçāo

Antiprotozoário, Antibiótico

Receita

Receita Simples

Espécies

Cães e Gatos

COMPOSIÇÃO

Giardicid 50

Cada comprimido de 200 mg contém:

Metronidazol 50 mg

Sulfadimetoxina 50 mg

Excipiente qsp 200 mg


Giardicid 500

Cada comprimido de 1500 mg contém:

Metronidazol 500 mg

Sulfadimetoxina 500 mg

Excipiente q.s.p. 1500 mg

INFORMAÇÕES AO CLIENTE

Deixar sempre água fresca à disposição dos animais tratados.

Não tratar animais com hipersensibilidade conhecida aos princípios ativos.

Em alguns animais de laboratório o metronidazol foi referido como teratogênico mas não há informação sobre esse efeito em cães e gatos. A menos que os riscos aos fetos compensem os benefícios à mãe, deverá ser evitada a utilização durante as 3 primeiras semanas de gestação.

ARMAZENAMENTO

Conservar em local fresco e seco ao abrigo da luz solar direta, fora do alcance de crianças e animais.

Apresentações e concentrações

Apresentações e concentrações

  • - Giardicid 50 mg, comprimido (10 un)
  • - Giardicid 500 mg, comprimido (5 un)
  • - Giardicid 500 mg, comprimido (10 un)

Indicações e contraindicações

INDICAÇÕES

Em caninos e felinos, para o tratamento da giardíase causada por Giardia spp.; da coccidiose causada por Isospora canis e Isospora ohioensis; da trichomoníase causada por Trichomonas spp.; da amebíase causada por Entamoeba histolityca; bem como de infecções entéricas causadas por microorganismos sensíveis à sulfadimetoxina e ao metronidazol, tais como: Bacteroides spp.; Fusobacterium spp. e clostridioses causadas por Clostridium spp.

CONTRAINDICAÇÕES / PRECAUÇÕES

O produto é contraindicado em animais sabidamente hipersensíveis ao metronidazol, à derivados do nitroimidazol ou às sulfonamidas. Recomenda-se não utilizar a droga em animais severamente debilitados. Usar com cautela em animais com disfunção hepática ou renal.

EFEITOS ADVERSOS

Os efeitos adversos descritos em cães que receberam superdosagens ou em cães hipersensíveis ao metronidazol incluem: desordens neurológicas, letargia, fraqueza, neutropenia, hepatotoxicidade, hematúria, anorexia, náuseas, vômitos e diarréia.

REPRODUÇÃO, GESTAÇÃO E LACTAÇÃO

Recomenda-se não uitlizar a droga em animais gestantes ou em lactação.

SUPERDOSAGEM

A sulfadimetoxina é uma droga segura, porém em caso de tratamento prolongado ou sobredosagem (cerca de 1 g/Kg) poderão ocorrer sialorréia, vômitos, diarréia, hiperpnéia, excitação, miastenia, ataxia e rigidez espástica dos membros. Em casos de intoxicação crônica podem ser observados distúrbios do sistema hematopoiético e agranulocitose transitória.

Administração e doses

Via(s)

Oral

Videos da(s) via(s)

FREQUÊNCIA DE UTILIZAÇÃO

12 / 12 horas

DURAÇÃO DO TRATAMENTO

5 dias.

Giardicid 50

Canino

Cães

0,5 comprimido / kg

calcular

Felino

Gatos

0,25 - 0,5 comprimido / kg

calcular

Giardicid 500

Canino

Cães

0,5 comprimido / 10 kg

calcular

Felino

Gatos

0,25 - 0,5 comprimido / 10 kg

calcular

Interações medicamentosas

Anticoagulantes

Tipo de Interação

Sinergismo

Grau de Interação

Grave

Efeito Clínico

Efeito terapêutico aumentado dos Anticoagulantes, com risco de sangramento

Mecanismo de Ação

Diminuição do metabolismo hepático

Conduta

Incompatível

Ciclosporina

Tipo de Interação

Toxicidade

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico aumentado da Ciclosporina, levando a toxicidade

Mecanismo de Ação

Inibição do metabolismo da Ciclosporina

Conduta

Ajustar dose

Cimetidina

Tipo de Interação

Antagonismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico diminuido do Metronidazol

Mecanismo de Ação

Desconhecido

Conduta

Evitar o uso

Dissulfiram

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Psicose aguda, confusão mental

Mecanismo de Ação

Possivelmente devido ao excesso de atividade dopaminérgica em nível de sistema nervoso centra

Conduta

Evitar o uso

Fenitoína

Tipo de Interação

Sinergismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico aumentado da Fenitoína

Mecanismo de Ação

Inibição do metabolismo hepático da Fenitoína

Conduta

Ajustar dose

Fenobarbital

Tipo de Interação

Antagonismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Inibição da ação do Metronidazol

Mecanismo de Ação

Indução do metabolismo do metronidazol pelos barbitúricos, resultando em eliminação mais rápida e menor concentração plasmática do metronidazol

Conduta

Considerar outra terapia

Micofenolato

Tipo de Interação

Antagonismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico diminuido do Micofenolato

Mecanismo de Ação

Redução da circulação entero-hepática do Micofenolato

Conduta

Ajustar dose

* Aviso Legal - Interações Medicamentosas - O Aplicativo Vet Smart contém informações de interação medicamentosas em geral, que foram levantadas por pesquisa realizada pelo próprio Vet Smart, de modo que as informações médicas e sobre medicamentos não é um aconselhamento médico veterinário e não deve ser tratado como tal. Portanto, a Vet Smart não garante nem declara que a informação sobre tratamentos médicos veterinários ou interações medicamentosas do Aplicativo Vet Smart: (A) estará constantemente disponível, ou disponíveis a todos; ou (B) são verdadeiras, precisas, completas, atuais ou não enganosas.

Farmacologia

FARMACODINÂMICA

O metronidazol, além de sua atividade antiprotozoário, atua como antibacteriano, atacando bactérias que têm como característica comum o fato de serem anaeróbias e possuírem proteínas para o transporte de elétrons com um potencial de oxi-redução limitado. Essas proteínas reduzem o radical nitro do metronidazol por uma reação química não enzimática, induzindo uma redução na concentração intracelular do fármaco não modificado o que favorece a captação e a geração de agentes tóxicos para a célula.

O efeito antibacteriano depende, portanto, de compostos metabólicos intermediários e instáveis e de radicais livres transitórios que se conjugam com o DNA e inibem sua síntese, induzindo a morte celular.

Em protozoários o mecanismo exato de ação é desconhecido, porém sugere-se que há um efeito citopático na Entamoeba histolityca relacionado com a hialinização do citoplasma, com a formação de figuras esferoidais e com a ruptura da membrana celular.

O mecanismo de ação da sulfadimetoxina é o mesmo das sulfonamidas, ou seja, por bloqueio do ácido para-aminobenzóico (PABA) e do ácido fólico, impedindo o desenvolvimento do esquizonte.

A associação do metronidazol com a sulfadimetoxina se justifica pela ampliação do espectro de ação, já que, enquanto o metronidazol atua preferencialmente contra Giardia spp., a sulfadimetoxina age contra outros protozoários e bactérias patogênicas do trato gastrintestinal. Como em muitos casos existem infecções simultâneas por diferentes agentes etiológicos sensíveis à formulação metronidazol / sulfadimetoxina e sendo a sintomatologia clínica semelhante, a associação das duas substâncias representa um valioso instrumento terapêutico para o clínico.

EFEITOS ADVERSOS

Os efeitos adversos descritos em cães que receberam superdosagens ou em cães hipersensíveis ao metronidazol incluem: desordens neurológicas, letargia, fraqueza, neutropenia, hepatotoxicidade, hematúria, anorexia, náuseas, vômitos e diarréia.

REPRODUÇÃO, GESTAÇÃO E LACTAÇÃO

Recomenda-se não uitlizar a droga em animais gestantes ou em lactação.

SUPERDOSAGEM

A sulfadimetoxina é uma droga segura, porém em caso de tratamento prolongado ou sobredosagem (cerca de 1 g/Kg) poderão ocorrer sialorréia, vômitos, diarréia, hiperpnéia, excitação, miastenia, ataxia e rigidez espástica dos membros. Em casos de intoxicação crônica podem ser observados distúrbios do sistema hematopoiético e agranulocitose transitória.

Avaliações

Como você avaliaria a performance do produto?

Desempenho do Produto

Muito satisfatório
Satisfatório
Insatisfatório
Muito insatisfatório

Distribuidores

Este produto ainda não tem distribuidores

Referências Bibliográficas

Este produto ainda não tem Referências/Literatura Recomendada.