Nome da Raça

Border Collie

Porte

Médio

Peso

Fêmeas: 15-25 kg. Machos: 15-25 kg

Altura na Cernelha

Fêmeas: 45-53 cm. Machos: 50-58 cm

Nível de atividade

Alta

Temperamento

Inteligente, afetuoso e enérgico

Adestrabilidade

Muito alta

Introdução

Origem

A raça Border Collie desenvolveu-se na Grã-Bretanha, nas fronteiras da Inglaterra com a Escócia, tem sua origem genética no cruzamento de algumas raças primitivas.

Na Idade Média, um tipo de Spaniels, que deu origem aos Spaniels modernos, de quem herdou o instinto de agachar-se, mais tarde, dos Setters ou Pointers, herdou a forma de pastorear sem atacar o rebanho, apenas intimidando com o olhar e também dos Galgos e Whippets, herdou sua velocidade e agilidade.

Ao contrário do padrão da maioria das raças, a aparência física do animal não era tão levada em conta, por isso tem diversos tipos de pelagem, mas o que caracterizava a raça eram seu comportamento e habilidade para o trabalho de pastoreio.

Ao contrário da grande maioria das raças de pastoreio, o Border Collie não juntava ou trazia de volta os rebanhos por meio de latidos ou da agressividade – mas, sim, parando e posicionando-se em frente às ovelhas, fazendo o uso de sua própria figura e olhar para intimidar os animais e fazer com que lhe obedecessem.

Em 1873, foi realizada pela primeira vez uma competição para definir qual seria a melhor raça de cães pastores de ovelhas.

Destacando-se na prova, um cão chamado Hemp, este foi o grande responsável por dar origem à propagação da raça.

Nesta época, esses cães ainda não eram batizados como nos dias de hoje, sendo chamados de Sheepdogs (na tradução: cães pastores de ovelhas), passando a receber o nome de Border Collie apenas no ano de 1915 – fazendo uma referência à sua área de origem.

Nome original

Border Collie

País de origem

Grã-Bretanha

Características gerais

Aspectos raciais

O Border Collie é um cão bem proporcional e harmonioso. Seu corpo é longo, atlético, e tem membros fortes e musculosos.

Sua cabeça é grande e suas orelhas são médias e eretas. A cauda é moderadamente longa, de inserção baixa, com uma espiral para cima na direção da ponta.

A pelagem é geralmente de comprimento médio, as cores mais comuns são preto e branco ou branco e castanho. Há, também, variedades de cães da raça Border Collie com pelo curto.

Pelo

Longo

Comportamento e cuidados

Comportamento e cuidados

O Border Collie é um cão trabalhador, leal, enérgico e muito inteligente. A sua capacidade de aprendizagem é muito alta, considerado a raça mais inteligente do mundo.

É um cão muito submisso ao seu proprietário – sendo um animal reservado com estranhos e não muito dado a atividades de cão de guarda ou defesa de propriedades, por exemplo.

Bem adaptado para a vida familiar, o Border Collie convive bem com crianças e também com outros animais domésticos, podendo viver tranquilamente em lares que já contam com a presença de pets, como gatos e pássaros, entre outros.

Embora tenha, na maioria das vezes, uma relação bastante calma e tranquila com animais de outras espécies, o Border também conta com instintos de caça bastante aguçados e presentes, e costuma ser o líder quando convive entre outros cães.

Peludo e extremamente ativo, o cachorro da raça necessita de escovações frequentes na sua pelagem e de espaço suficiente para que possa gastar energia e praticar atividades físicas – visto que, sem esse tipo de exercício e cuidado, o animal pode sofrer consequências que afetem a sua saúde.

Sensibilidade a fármacos

Raça com altos índices de indivíduos mutantes para o gene MDR1, que requer cuidado na administração de:

  • 1. Quimioterápicos: doxorrubicina, mitoxantrone, paclitaxel, vinblastina, vincristina, actinomicina D, docetaxel e etoposide.
  • 2. Antimicrobianos/Antifúngicos: doxiciclina, eritromicina, itraconazol, cetoconazol, rifampicina, tetraciclina e levofloxacina.
  • 3. Agentes imunossupressores: ciclosporina A e tracrolimus.
  • 4. Antihistamínicos: cimetidina, ranitidina e terfenadine.
  • 5. Glicosídeos cardíacos: digoxina, diltiazem, verapamil, quinidina, losartan e talinolol.
  • 6. Esteroides: aldosterona, cortisol, dexametsona, estradiol, hidrocortisona e metilprednisolona.
  • 7. Diversos: butorfanol, morfina, moxidectina, ivermectina, fentanil, fenotiazínicos, selamectina, milbemicina oxima, loperamide, ondansetrona e domperidona.

Predisposição à doenças

Hematológicas e imunológicas

Neutropenia cíclica canina

  • Associada com coloração merle
  • Herança autossômica recessiva

Musculoesqueléticas

Osteocondrose de ombro

  • Relação macho: fêmea (2,24:1)
  • 50% bilateral
  • Idade de início normalmente 4-7 meses, podendo ser mais velho

Lesão de tecido mole do carpo

  • Principalmente em animais de trabalho

Neurológicas

Surdez congênita

Oftálmicas

Catarata

  • Suspeita de ser herdada
  • Localização: subcapsular anterior
  • Idade de início: 4-6 anos

Atrofia Progressiva Generalizada da Retina

  • Modo de herança desconhecida, mas se presume ser recessiva
  • Evidência clínica aos 2 anos

Atrofia Progressiva da Retina Central (CPRA) ou Distrofia Epitelial Pigmentar da Retina (RPED)

  • Idade de início de sinais clínicos: 1-2 anos
  • Modo de herança desconhecida

Lipofuscinose ceroide neuronal

  • Suspeita de herança autossômica recessiva

Anomalia do Olho do Collie

  • Desordem congênita, herança suspeita

Luxação Primária de Lente

  • Sugestão de herança autossômica simples recessiva
  • Idade de início: 3-5 anos
  • Muitas vezes, seguido de glaucoma

Ceratite Superficial Crônica (pannus)

  • Predisposição da raça

Episcleroqueratite Nodular

  • Predisposição da raça
  • Geralmente ocorre entre 2-5 anos

Diversos defeitos oculares

  • Condições congênitas, vista em cruzamentos de cães de coloração merle (homozigose)
  • Microftalmia, microcórnea, catarata, Staphyloma equatorial e coloboma

Referências bibliográficas

AKC. Border Collie. Disponível em: http://www.akc.org/dog-breeds/border-collie/. Acesso em: 14 nov. 2016.

BORDER Collie. Where did the Border Collie come from? Disponível em: http://www.bordercollie.org/health/kpwhere.html. Acesso em: 15 nov. 2016.

CACHORRO Gato. Fichado Border Collie. Disponível em: http://www.cachorrogato.com.br/racas-caes/border-collie/ Acesso em: 21 nov. 2016.

CONFEDERAÇÃO Brasileira de Cinofilia. Padrão Oficial da Raça: Border Collie. 20 fev. 2015. Disponível em: http://www.cbkc.org/padroes/pdf/grupo1/bordercollie.pdf. Acesso em: 14 nov. 2016.

GOUGH, Alex; THOMAS, Alison. Breed Predispositions to Disease in Dogs and Cats. 1. Oxford: Blackwell Publishing Ltd, 2004.

GUIA de Raças. Border Collie. Disponível em: http://www.guiaderacas.com.br/Border.shtml. Acesso: 22 nov. 2016.

Imagem: http://www.adestracaodecaes.com.br/wp-content/uploads/2015/06/ad8584bb6c80e10b76c1f6d7b93fd2ab.jpg.