Nome da Raça

Bichon Frise

Porte

Pequeno

Peso

Fêmeas: 3-5 kg. Machos: 3-5 kg

Altura na Cernelha

Fêmeas: 25-29 cm. Machos: 25-29 cm

Nível de atividade

Moderada

Temperamento

Simpático, dócil e carinhoso

Adestrabilidade

Moderada

Introdução

Origem

De origem franco-belga, esta é uma raça muito antiga, descendente da raça Barbet e do Poodle Standard. Vindo das ilhas do mediterrâneo, chegou a França no século XVI, onde obteve sucesso rapidamente, especialmente com os reis Francis I e Henry III.

Quase desapareceu após as duas guerras mundiais. E graças à paixão de alguns criadores franceses e belgas que a sua população foi capaz de ser reconstituída. Em 1933, a raça foi reconhecida pela França, foi recuperada com sucesso e tornou-se conhecida por Bichon Frise.

O nome francês atual - Bichon à Poil Frisé - foi dado em 1978 e foi reconhecido como uma raça Franco-Belga. A raça foi reconhecida pela FCI em 1959, pela AKC em 1972 e o padrão oficial válido pela CBKC é de 2016.

Nome original

Bichon à Poil Frisé

País de origem

França, Bélgica

Características gerais

Aspectos raciais

Com o corpo retangular, o Bichon Frisé é mais comprido do que alto, o comprimento do corpo (do ombro ao glúteo) é maior que a altura na cernelha.

A cabeça possui boa proporção com o corpo. O crânio é plano ao toque, embora a pelagem dê a aparência de ser arredondado. O stop é marcado, mas pouco acentuado. A trufa é preta e arredondada. A mordedura em tesoura é preferida, mas a mordida em pinça é tolerada. Seus olhos são bem escuros, de tamanho médio, um tanto redondos, não se apresentando em forma de amêndoa nem com protrusão. Os olhos e a trufa são três pontos negros facilmente visíveis, em uma cabeça branca, devendo formar um triângulo equilátero.

A pele é bem estendida em todo o corpo; de preferência de pigmentação escura, no entanto, ela não influencia a cor da pelagem. O escroto é preferencialmente preto. Sua pelagem possui revestimento abundante. O pelo do revestimento exterior forma uma ondulação em ondas espirais soltas (esta é a estrutura encaracolada). O sub pelo macio e denso deve estar presente. A pelagem não é plana, nem encordoada, nem lanosa, e nem emaranhada. A cor deve ser branco puro. No entanto, antes dos 12 meses de idade, a pelagem pode ter a tendência a ser ligeiramente bege (champanhe), mas esta coloração não deve cobrir mais de 10% do cão.

Pelo

Semi-longo

Comportamento e cuidados

Comportamento e cuidados

O Bichon Frisé é um simpático cão de pequeno porte. Tem temperamento brincalhão, alegre, ativo e extrovertido. Precisa se exercitar regularmente, adora brincar e se dá muito bem com crianças. É afetuoso e procura estar sempre próximo de sua família. De natureza tranquila, o Bichon Frisé também costuma se relacionar muito bem com outros cães e outros animais domésticos.

Esta é uma raça considerada muito inteligente e costuma aceitar o adestramento sem problemas. Obediente, o Bichon Frisé deve ser estimulado desde filhote através de brincadeiras e jogos para que responda bem ao adestramento básico de obediência.

São necessárias escovações diárias e banho com tosa mensais, no mínimo. Apesar de ser um cão peludo não costuma causar alergias aos que convivem com ele.

Sensibilidade a fármacos

Não relatada

Predisposição à doenças

Cardiovasculares

Persistência do ducto arterioso

- Anormalidade congênita comum

- Fêmeas predispostas

- O modo de herança é poligênico

Dermatológicas

Hipotricose congênita

- Presente no nascimento ou se desenvolve no primeiro mês de vida

- Predisposição para machos sugere ligação sexual

Anasarca

- Herança autossômica dominante

Hematológicas e imunológicas

Anemia hemolítica imunomediada

Hemofilia B

- Deficiência do Fator IX

- Herdado como um traço relacionado ao sexo

Neoplásicas

Tumor de células basais

- Possível predisposição racial

Neurológicas

Síndrome do cão tremedor (Síndrome de Shaker)

- Idade de início: de 9 meses a 2 anos

Subluxação Atlantoaxial

- Congênita

- Idade de início: <1 ano

Oftálmicas

Entrópio

- Predisposição racial

- Provável herança poligênica

Distrofia de córnea

- Herança suspeita

- Idade de início: 2 anos

Distrofia de córnea congênita, subepitelial e geográfica

- Predisposição racial

- Congênito

- Ocorre em filhotes jovens (<10 semanas); Condição transitória

Catarata

- Herança suspeita

- Idade de início: 6 meses a 3 anos

Renais e urinárias

Urolitíase por cistina

- Os machos predispostos

- A idade média de diagnóstico é de 1-8 anos

Urolitíase por oxalato de cálcio

- A idade média de diagnóstico é de 1-8 anos

- Os machos predispostos

Urolitíase por estruvita (fosfato de amônio magnesiano)

- Alta incidência nesta raça

- A idade média no diagnóstico é de 2 a 8 anos

- Fêmeas predispostas

Respiratórias e pneumológicas

Discinesia ciliar primária

- Defeito herdado

- Geralmente sinais vistos dentro das primeiras semanas de vida

Referências bibliográficas

http://www.fci.be/en/nomenclature/BICHON-FRISE-215.html

http://www.cachorrogato.com.br/racas-caes/bichon-frise/

http://www.guiaderacas.com.br/bichonfrise.shtml

http://cbkc.org/application/views/docs/padroes/padrao-raca_180.pdf

http://www.akc.org/dog-breeds/bichon-frise/

https://www.chien.fr/race/bichon-a-poil-frise/

JERICÓ, Márcia Marques; ANDRADE NETO, João Pedro de; KOGIKA, Márcia Mery. Tratado de Medicina Interna de Cães e Gatos. 1. ed. Rio de Janeiro: Roca, 2015.

GOUGH, Alex; THOMAS, Alison.Breed Predisposition to Disease in Dogs and Cats.1. Ed. Oxford:Blackwell Publishing Ltd, 2004 – páginas 26 à 27.

NELSON, R.W.; COUTO, C.G. Medicina interna de pequenos animais. 5. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2015.

Imagem: https://www.pets4homes.co.uk/images/articles/2386/large/health-and-care-of-the-bichon-frise-dog-548f1ecb6dd59.jpg