Nome da Raça

Akbash

Porte

Gigante

Peso

Fêmeas: 36-54 kg Machos: 45-63 kg

Altura na Cernelha

Fêmeas: 71-81 cm Machos: 76-86 cm

Nível de atividade

Moderada

Temperamento

Inteligente, Leal, Corajoso, Independente

Adestrabilidade

Alta

Introdução

Origem

O cão Akbash foi desenvolvido na Turquia para função de proteção do gado. A origem da raça data de 750 a 300 anos a.C., tendo sido desenvolvida em uma grande área de civilização. 

É possível que diversos tipos de cães, desde mastiffs a galgos, tenham contribuído para o seu design. A raça tende a ser independente porque, na função do pastoreio, tem que atuar sem assistência humana ou orientação na maior parte do tempo. 

Eles são extremamente dóceis com crianças, muito conscientes de seus arredores e têm visão e audição aguçadas. Muitos destes cães trabalham tanto como guardiões de gado nos Estados Unidos e em outros lugares do mundo.

Nome original

Akbash

País de origem

Turquia

Características gerais

Aspectos raciais

Estes cães são principalmente brancos, com um toque de cor de "biscoito", especialmente na cabeça. São cães de guarda natos e foram escolhidos por sua cor branca para combinar com os animais do rebanho, quando ovelhas e cabras, para que não fossem confundidos pelos pastores como cães predadores, a maioria dos quais é escura. 

Seu pelame pode ser curto ou longo, podendo haver uma ondulação, sendo que o pelo fica mais longo na parte posterior das pernas e da cauda. 

As orelhas são penduladas, embora em alguns países sejam cortadas. Apesar de serem brancos, esses cães não são albinos, e eles têm pigmento escuro ao redor dos olhos, nariz e boca. 

Muitos dos cães Akbash nascem com um dígito vestigial encontrada no membro posterior. Uma vez que são cães de porte grande, são surpreendentemente ágeis e rápidos por seu tamanho. Um arco leve nas costas dá uma indicação de sua velocidade de corrida.

Pelo

Semi-longo

Comportamento e cuidados

Comportamento e cuidados

Os cães da raça Akbash foram selecionados para serem protetores. Muitas vezes, trabalhavam por conta própria, sem orientação humana, tomando decisões independentes enquanto cuidavam de seus rebanhos.

Esta independência vestigial pode, portanto, torná-los mais difíceis de adestrar e, por esta razão, se requer certa paciência para torná-los animais domésticos familiares dóceis e comportados. Estas mesmas tendências de guarda podem torná-los propensos a "ladrar alarmes", às vezes em excesso. 

O hábito de cavar pode estar relacionado a tentar manter-se quente ou frio enquanto trabalha. Os cachorros Akbash nem sempre podem se dar bem com outros cães com os quais não foram criados desde jovens, podendo considerar os novos membros como "predadores" que se aproximam de seu rebanho, ou seja, sua família. Se criado com crianças ou outros animais de estimação desde filhotes, eles serão muito protetores. 

Grupos de assistência e serviço de cães escolheram os cães Akbash como sua raça preferida, usando sua natureza independente, proteção e fortes tendências de ligação para atender pessoas com deficiência.

Por possuírem pelame de espessura grossa, eles requerem cuidados regulares pelo menos uma vez por semana e, talvez, ainda mais quando estão em período de troca de pelame.

São necessários exercícios diários, através de passeios caso vivam em apartamento ou casa. Jovens cães Akbash precisam de mais exercícios do que os adultos. Normalmente são cães bastante saudáveis, mas os cuidados de rotina e preventivos veterinários são necessários. 

Sensibilidade a fármacos

Não foram encontrados em literatura relatos de sensibilidade à fármacos específicos relacionados à raça em questão.

Predisposição à doenças

Oftálmicas

Displasia de retina:

  • 17,1% de cães da raça Akbash apresentaram esta condição em um estudo realizado na Turquia em 2005.

Referências bibliográficas

CBKC Confederação Brasileira de Cinofilia. Padrão Oficial da Raça: Akbash. Disponível em: http://cbkc.org/racas Acesso em: 15 fev. 2018. 

FOGLE, B. Guia Ilustrado Zahar Cães. 2 ed. Rio de Janeiro: Zahar, 2009. 344 p.

GOUGH, A.; THOMAS, A. Breed Predispositions to Disease in Dogs and Cats. 3º Ed. Oxford: Wiley-Blackwell, 2018. 398 p.

Nestlé Purina Australia. Dog Breeds. Akbash. Disponível em: http://www.purina.com.au/owning-a-dog/dog-breeds/Akbash. Acesso em: 10 fev. 2018

Pet guide. Breeds. Dog Breeds. Akbash. Disponível em: http://www.petguide.com/breeds/dogs/akbash. Acesso em: 10 fev. 2018

Vet Street. Dog Breeds. Akbash. Disponível em: http://www.vetstreet.com/dogs/akbash. Acesso em: 10 fev. 2018

Imagem disponível em: http://www.worldlifeexpectancy.com/images/a/d/d/b/akbash_dog/akbash_dog_1.jpg