Nome da Raça

Cão Lobo Tchecoslovaco

Porte

Grande

Peso

Fêmeas: 20-26 kg Machos: 20-26 kg

Altura na Cernelha

Fêmeas: 60-65 cm Machos: 60-65 cm

Nível de atividade

Muito Alta

Temperamento

Ativo, resistente, dócil

Adestrabilidade

Alta

Introdução

Origem

No ano de 1955, foi realizada na URSS (atual Tchecoslováquia), uma experiência biológica, onde se cruzou um cão da raça Pastor Alemão com uma loba da Carpátia.

Este tipo de experiência demonstrou que era possível obter e criar uma descendência tanto pelo cruzamento de um cão com uma loba, quanto de um lobo com uma fêmea canina. A maioria dos produtos destes acasalamentos possuía as aptidões genéticas necessárias para a continuação da criação.

Em 1965, após o término das experiências, elaborou-se um plano de criação sistemática desta nova raça, que deveria unir as características do lobo com as qualidades favoráveis do cão. 

Em 1982, por meio do Comitê Geral dos Criadores Associados da URSS daquela época, o Cão Lobo Tchecoslovaco foi reconhecido como raça nacional. Atualmente não é reconhecido pelo AKC, mas ele faz parte do Foundation Stock Services. 

Nome original

Ceskoslovenský Vlciak

País de origem

República da Tchecoslováquia

Características gerais

Aspectos raciais

A aparência geral dessa raça é de constituição robusta, com tamanho maior do que o médio e o corpo com formato retangular. Pela sua construção, movimentação, textura e cor do pelo e máscara, é parecido com um lobo. 

A sua cabeça é simétrica, bem musculosa. Vista de perfil ou por cima, em forma de cunha truncada. Características sexuais bem definidas. Na região craniana, o crânio visto de frente e de perfil, a testa é ligeiramente arqueada. Não apresenta um sulco frontal marcado. Protuberância occipital claramente visível.

Na região facial, a rufa tem forma oval e é preta; focinho é seco e não largo com a cana nasal reta; lábios são bem aderentes, com comissura labial fechada, as bordas dos lábios são pretas; maxilares são fortes e simétricos; dentes bem desenvolvidos, especialmente os caninos; mordedura é em tesoura ou pinça, com 42 dentes, de acordo com a fórmula dentária; bochechas são secas, suficientemente musculosas, não sobressaindo marcadamente; os olhos são pequenos, oblíquos, de cor âmbar; pálpebras bem aderentes; orelhas retas, finas, triangulares, curtas (não ultrapassando 1/6 da altura na cernelha) e o ponto mais lateral da inserção da orelha e o ângulo externo do olho estão em uma linha reta. 

O pescoço é seco e bem musculoso, quando em repouso, forma um ângulo de até 40º com a horizontal. Deve ser suficientemente longo para que a trufa alcance o solo sem esforço.

O tronco tem a linha superior harmoniosamente fundida do pescoço ao tronco e ligeiramente inclinada; cernelha é bem musculosa e pronunciada, porém, não a ponto de interferir na harmonia da linha superior; dorso firme e reto; lombo curto, bem musculoso, sem ser largo e ligeiramente inclinado; garupa curta, bem musculosa, sem ser larga e ligeiramente inclinada; peito simétrico, bem musculoso, amplo, em forma de pêra e estreitando-se em direção ao esterno.

Sua profundidade não deve alcançar os cotovelos. A ponta do esterno não se estende além da articulação do ombro. 

A cauda possui inserção alta, pendente reta com o cão em repouso. Quando em ação, geralmente elevada e portada em forma de foice. 

Membros anteriores são retos, fortes, secos e próximos entre si, com patas ligeiramente voltadas para fora.

Ombros possuem escápulas estão posicionadas bem para frente, bastante musculosas formando um ângulo de aproximadamente 65º com a horizontal; braços fortemente musculosos, formam com as escápulas um ângulo de 120° a 130º; cotovelos são aderentes ao corpo, não virados nem para dentro nem para fora, bem definidos e flexíveis; o braço e o antebraço formam entre si, um ângulo de aproximadamente 150º; antebraços são longos, secos, retos e o comprimento do antebraço e do metacarpo é 55% da altura na cernelha; patas largas, ligeiramente voltadas para fora; longos dedos arqueados e fortes; unhas pretas; almofadas bem definidas, elásticas e pretas. 

Membros posteriores são poderosos e paralelos; coxas longas, bem musculosas formam um ângulo de 80º com a pelve; a articulação coxo-femoral é vigorosa e flexível; joelhos fortes e flexíveis; pernas longas, secas, bem musculosas formam um ângulo de 130º com os jarretes; articulação dos jarretes são secas, sólidas e flexíveis; jarretes longos, secos e quase verticais ao solo; patas longas, dedos arqueados com fortes unhas pretas. 

A movimentação dessa raça é harmoniosa, ágil, cobrindo bem o solo com o movimento das patas o mais próximo possível do solo. A cabeça e o pescoço inclinam-se para a horizontal. Anda em passo de camelo. 

A pele é elástica, firme, sem dobras e não é pigmentada. O pelo é reto e bem assentado, as pelagens de inverno e a de verão são bem distintas. No inverno predomina um imenso subpelo e junto com o pelo de cobertura, forma uma grossa pelagem sobre todo o corpo.

É necessário que o pelo cubra o ventre, a face interna dos membros, o escroto, a parte interna das orelhas e as áreas entre os dedos. Pescoço bem coberto por pelos.

A cor da raça é do cinza-amarelado ao cinza-prateado com uma máscara clara característica. Pelos claros também na base do pescoço e no antepeito. A cor cinza escuro com máscara clara é permitida pelas associações. 

O tamanho médio da ninhada para o Cão Lobo Tchecoslovaco é de 4 a 8 filhotes. A expectativa de vida média para o Wolfdog checoslovaco é de cerca de 12 a 15 anos.

Pelo

Semi-longo

Comportamento e cuidados

Comportamento e cuidados

É um cão ativo, resistente, dócil e com reações rápidas. Destemido e corajoso, é também desconfiado e demonstra uma excepcional fidelidade para com o seu dono. Resistente às intempéries, é um cão de utilidade versátil. Embora o Cão Lobo Tchecoslovaco possa ter a aparência selvagem de um lobo, ele tem um temperamento mais próximo do pastor alemão. 

São brincalhões e extremamente sociais - eles se encaixam estreitamente com suas famílias e eles se adaptam facilmente à vida com outros animais de estimação.

No entanto, eles podem ser agressivos em relação a animais desconhecidos e podem perseguir pequenos animais de estimação com os quais não foram criados desde filhotes. Em termos de sua capacidade de se dar bem com as crianças, são divertidos e amigáveis. 

Como um cruzamento entre o lobo selvagem e o pastor alemão, o Cão Lobo Tchecoslovaco é uma raça extremamente inteligente. Aprendem rapidamente, embora possam ser complicados de treinar, eles exigem muita motivação. O treinamento dessa raça exige muita liderança e repetição pelo resto da vida do cão.

A socialização precoce também é recomendada, especialmente se se for conviver com outros animais de estimação. É um cão altamente ativo que exige muito exercício diário. Esta raça precisa de uma longa caminhada pelo menos uma vez por dia e também apreciará ter um espaço ao ar livre para correr. 

Estes cães tendem a permanecer bastante limpos, então eles precisam ocasionalmente de cuidados com o pelo, que só cai em maior quantidade duas vezes por ano. 

Sensibilidade a fármacos

Não foram encontrados em literatura relatos de sensibilidade à fármacos específicos relacionados à raça em questão.

Predisposição à doenças

Não foram encontrados em literatura relatos de predisposição à doenças específicas relacionados à raça em questão.

Referências bibliográficas

CBKC Confederação Brasileira de Cinofilia. Padrão Oficial da Raça: Cão Lobo Tchecoslovaco. Disponível em: http://cbkc.org/racas. Acesso em: 15 fev. 2018. 

FOGLE, B. Guia Ilustrado Zahar Cães. 2 ed. Rio de Janeiro: Zahar, 2009. 344 p.

Imagem disponível em: https://www.101dogbreeds.com/wp-content/uploads/2015/04/Czechoslovakian-Wolfdog-Images.jpg