Nome da Raça

Clumber Spaniel

Porte

Médio

Peso

Fêmeas: 25-29 kg Machos: 29-34 kg

Altura na Cernelha

Fêmeas: 43-50 cm Machos: 43-50 cm

Nível de atividade

Moderada

Temperamento

Confiável, gentil, digno, leal, carinhoso

Adestrabilidade

Moderada

Introdução

Origem

Pouco é verdadeiramente conhecido sobre as origens da raça, mas a lenda diz que Duc de Noailles da França entregou seus amados cães ao Duque de Newcastle, para salvá-los dos horrores da Revolução Francesa. 

Os cães foram então enviados para a propriedade Duke's Clumber Park, onde posteriormente adquiriram o nome da raça. Com base em pinturas daquela época, Clumbers não mudarão muito nos dois séculos seguintes: os cães ainda têm um temperamento igual. O Basset Hound e um cão conhecido como o Spaniel Alpino provavelmente estão presentes na sua genealogia. 

O interesse pela raça continuou até o século 19, e Clumbers foram exibidos em um primeiro show de cães em 1859. Clumber Spaniels também se tornaram populares entre a aristocracia britânica. Os fãs reais da raça incluíam Prince Albert e Edward VII. Em 1844, um oficial britânico trouxe os primeiros Clumbers para a América do Norte através de Halifax, Nova Escócia.

Nome original

Clumber Spaniel

País de origem

Grã-Bretanha

Características gerais

Aspectos raciais

A aparência geral do Clumber Spaniel é a de um cão balanceado, de forte ossatura, ativo, com uma expressão pensativa, denotando força em todos os aspectos. O Clumber deve ser firme, em forma e capaz de um dia de trabalho no campo. Sua cabeça é grande, quadrada, de comprimento médio. Sem exageros na cabeça e no crânio. 

Na região craniana, o crânio é largo no topo, com occipital marcado; pesadas arcadas superciliares. 

Na região facial, o focinho é quadrado. Lábios: Beiços bem desenvolvidos. Maxilares: fortes com uma perfeita, regular e completa mordedura em tesoura, isto é, os dentes superiores recobrem os dentes inferiores e são inseridos ortogonalmente aos maxilares. 

Os olhos possuem coloração âmbar escuro. Olhos claros são altamente indesejáveis. É aceitável ter a 3 pálpebra aparente, mas sem excesso. As orelhas são grandes, em forma de folhas de videira, bem cobertas com pelos retos, caindo ligeiramente para frente. 

O pescoço é razoavelmente longo, grosso, poderoso. O tronco é longo, bem musculoso e forte. Linha superior: Reta, larga, longa. O dorso é reto, largo e longo. O lombo é musculoso. O peito é profundo e as costelas bem arqueadas e bem voltadas para trás. 

Antigamente, tinha-se o costume de corte à cauda, quando cortada tinha a inserção baixa, bem franjada, portada no nível do dorso. A versão não cortada possui a inserção baixa, bem franjada, portada no nível do dorso. 

Os membros anteriores possuíam ombros fortes, oblíquos, musculosos. Antebraços: Pernas curtas, retas, com boa ossatura, fortes. Patas: Largas, redondas, bem cobertas com pelos. 

Os membros posteriores são poderosos e bem desenvolvidos. Joelhos: Bem angulados e posicionados retos. Jarretes: Baixos. Patas: Largas, redondas, bem cobertas com pelos. 

A movimentação do padrão da raça é ondulante, atribuída ao corpo muito longo e às pernas curtas. Movimentação para frente e para trás com propulsão, sem esforço. 

Pelo é abundante, fechado, sedoso e reto. Pernas e peito bem franjados. A cor padrão da raça é o corpo inteiramente branco com manchas limão; a cor laranja é permitida pelas associações. Podem ter manchas sutis na cabeça e o focinho pode ser sardento. 

Pelo

Longo

Comportamento e cuidados

Comportamento e cuidados

O Clumber Spaniel é leal e carinhoso com sua família. Ele pode ser reservado com estranhos, mas geralmente nunca é agressivo ou tímido. As boas palavras para descrevê-lo incluem consistente, confiável, gentil e digno, mas não deixe seu comportamento digno enganá-lo. 

O Clumber é altamente inteligente, determinado a obter o que ele quer e mais ágil do que parece. Se eles são criados juntos, Clumbers e crianças podem se tornar amigos rápidos. É importante que o Clumber seja inserido nas atividades das crianças para que ele possa se acostumar a gritos altos e movimentos rápidos. O Clumber também se dá bem com outros cães, e ele é amigável com gatos, furões e outros pequenos animais de estimação desde que ele esteja familiarizado com eles.  

Em uma caminhada, o Clumber caminha em um ritmo lento e constante. Ele não tem os altos níveis de energia, porém ele possui uma resistência infinita, então ele é um ótimo companheiro de caminhadas e caça. Para ficar em forma e sem problemas, ele precisa de caminhadas de 20 a 30 minutos duas vezes por dia. Se você tem um quintal cercado, não presuma que ele vá se exercitar sozinho. Como o resto de nós, o Clumber precisa da motivação de um amigo para se levantar e ir fazer exercícios. 

O Clumber é um pensador independente e pode ser teimoso, então treiná-lo requer paciência e a capacidade de convencê-lo. Qualquer cão, por mais agradável que seja, pode desenvolver níveis desagradáveis de latidos. Alguns Clumbers são naturalmente silenciosos, outros latem para tudo, e alguns deles estão em algum lugar no meio. Comece a socialização e o treinamento do cachorro enquanto filhote para que ele não se torne um cão obstinado. 

O pelo branco de um Clumber exige uma quantidade moderada de cuidados: se você quer que ele fique sempre sedoso, banhe-o uma vez por mês no mínimo e escove ou penteie seu pelo por 10 a 15 minutos, até três vezes por semana, para evitar emaranhados e remover os cabelos mortos.

Clumbers tem queda de pelo moderada a alta durante todo o ano, então compre um bom aspirador de pó. A escovação regular também irá reduzir a quantidade de pelo espalhado pela casa. O resto é cuidado de rotina: alimentação de boa qualidade, idas periódicas ao veterinário e escovação dentária semanal. Mantenha suas orelhas limpas e secas para prevenir infecções. 

Sensibilidade a fármacos

Não foram encontrados em literatura relatos de sensibilidade à fármacos específicos relacionados à raça em questão.

Predisposição à doenças

Musculoesqueléticas

Miopatia mitocondrial:

  • Rara;
  • Ocorre devido a um defeito na funcionalidade da mitocôndria;
  • Pode causar morte súbita.

Deficiência da enzima piruvato desidrogenase:

  • Pode causar grave intolerância ao exercício;
  • 20% da população de cães desta raça possui o gene responsável pela deficiência.

Oftálmicas

Entrópio

Ectrópio

Catarata

Ceratoconjuntivite seca

Reprodutivas

Parto distócico:

  • Na raça, inércia uterina é a principal causa. 

Referências bibliográficas

CBKC Confederação Brasileira de Cinofilia. Padrão Oficial da Raça: Clumber Spaniel. Disponível em: http://cbkc.org/racas. Acesso em: 15 fev. 2018. 

FOGLE, B. Guia Ilustrado Zahar Cães. 2 ed. Rio de Janeiro: Zahar, 2009. 344 p.

GOUGH, A.; THOMAS, A. Breed Predispositions to Disease in Dogs and Cats. 3º Ed. Oxford: Wiley-Blackwell, 2018. 398 p.

Nestlé Purina Australia. Dog Breeds. Clumber Spaniel. Disponível em: http://www.purina.com.au/owning-a-dog/dog-breeds/ClumberSpaniel. Acesso em: 10 fev. 2018

Pet guide. Breeds. Dog Breeds. Clumber Spaniel. Disponível em: http://www.petguide.com/breeds/dogs/clumberspaniel. Acesso em: 10 fev. 2018

Vet Street. Dog Breeds. Clumber Spaniel. Disponível em: http://www.vetstreet.com/dogs/clumber-spaniel. Acesso em: 10 fev. 2018

Imagem disponível em: https://vetstreet.brightspotcdn.com/dims4/default/a76b7df/2147483647/thumbnail/645x380/quality/90/?url=https%3A%2F%2Fvetstreet-brightspot.s3.amazonaws.com%2F47%2Fe7cde0a7e811e0a0d50050568d634f%2Ffile%2Fclumber-spaniel-1-645mk070411.jpg