Nome da Raça

Cocker Spaniel Americano

Porte

Médio

Peso

Fêmeas: 9-13 kg Machos: 9-13 kg

Altura na Cernelha

Fêmeas: 34-36 cm Machos: 37-39 cm

Nível de atividade

Moderada

Temperamento

Alegre, animado, companheiro

Adestrabilidade

Muito Alta

Introdução

Origem

As referências a "Spanyells" datam do século XIV. Diferentes tipos de Spaniels evoluíram ao longo dos séculos, alguns trabalhando em terra e alguns na água. 

O nome Cocker deriva de sua habilidade de caçar o pássaro Galinhola. Os Spaniels costumavam ser classificados por tamanho, e diferentes tipos de podem nascer na mesma ninhada. Eventualmente, os vários tipos de spaniel se tornaram raças individuais, e foi assim com o American Cocker Spaniel. 

Em 1946, o tamanho e a aparência do Cocker e o que agora é o Cocker Spaniel inglês mudaram o suficiente para que os dois fossem divididos em raças separadas. 

A popularidade do Cocker disparou após o lançamento do filme clássico da Disney "A dama e o Vagabundo" em 1955. A imensa popularidade alimentou um aumento da criação e nem sempre o correto cruzamento, o que resultou em alguns temperamentos ruins, mas os criadores de Cocker trabalharam arduamente para corrigir a situação. 

Ainda é importante hoje, no entanto, encontrar um reprodutor responsável que mantenha a disposição alegre da raça ao invés de continuar a cruzar os cães agressivos que quase arruinaram a raça. 

Até 1990, o Cocker era a raça mais popular registrada pelo American Kennel Club. Hoje ele ocupa o lugar 25, mas ele sempre terá um lugar entre as pessoas que apreciam seu tamanho moderado, natureza doce e inteligência..

Nome original

American Cocker Spaniel

País de origem

Estados Unidos da América

Características gerais

Aspectos raciais

A aparência geral do Cocker Spaniel Americano é ser compacto, atarracado com uma cabeça refinada e bem cinzelada, com o conjunto integralmente balanceado e de tamanho ideal. Ombros bem apoiados sobre os membros anteriores, com uma linha superior ligeiramente descendente e membros posteriores musculosos e moderadamente angulados. 

É um cão capaz de desenvolver considerável velocidade combinada à grande resistência. Acima de tudo, deve ser livre, alegre, saudável, bem balanceado, e, na movimentação, demonstrar um vivo interesse para o trabalho. 

A cabeça é balanceada com o resto do corpo, é necessário englobar uma expressão inteligente, alerta, suave e atraente. Crânio: Redondo sem exagero, sem nenhuma tendência ao achatamento; sobrancelhas claramente definidas. A estrutura óssea abaixo dos olhos é bem cinzelada.

Na região facial, a rufa é de tamanho suficiente para trazer equilíbrio entre o focinho e as faces, com narinas bem desenvolvidas, típicas do cão de caça. É de cor preta, nos cães pretos, pretos e castanhos e pretos e brancos; em outras cores poderá ser de cor marrom, fígado ou preta, melhor a mais escura. A cor da trufa harmoniza com a cor dos contornos das pálpebras.

Focinho: Largo e profundo. Para ser corretamente balanceado, a distância do stop até a ponta da trufa deve ter a metade da distância do stop ao occipital. Lábios: O lábio superior é cheio e de profundidade suficiente para cobrir a mandíbula. Maxilar quadrado e plano. Dentes fortes e saudáveis, não muito pequenos e com mordedura em tesoura. Bochechas: Não proeminentes. Olhos:

O globo ocular é cheio e olha diretamente para frente. O formato do contorno das pálpebras dá uma ligeira aparência amendoada. O olho não tem aparência frágil ou protrusa. A cor da íris é marrom escura e em geral, a mais escura é melhor. Orelhas: Lobulares, longas, de textura fina, bem revestidas de pelos e inseridas não mais altas do que uma linha situada na parte mais baixa do olho. 

O pescoço de comprimento suficiente para a trufa alcançar facilmente o solo, bem musculado e sem barbelas. Ele se ergue robusto dos ombros e se arqueia ligeiramente para articular-se com a cabeça. A linha superior do tronco é ligeiramente inclinada dos ombros até a raiz da cauda.

Dorso: Forte, inclinando-se ligeiramente e igualmente dos ombros até a inserção da cauda cortada. Peito: Profundo, e seu ponto mais baixo fica no nível ou pouco abaixo dos cotovelos; seu antepeito é suficientemente amplo para dar lugar ao coração e aos pulmões, mas não tão largo a ponto de interferir no movimento dos membros anteriores. Costelas profundas e bem arqueadas. 

A cauda cortada é inserida e portada no prolongamento da linha superior ou ligeiramente acima; nunca vertical como um terrier e nunca tão baixa de modo a indicar timidez. Em movimentação a cauda é alegre. 

Os membros anteriores são retos, paralelos, musculosos e de ossatura forte. Inseridos junto ao corpo bem abaixo da escápula. Ombros: Bem colocados, formando um ângulo com o antebraço de aproximadamente 90°, o que permite ao cão movimentar seus anteriores com facilidade e com alcance considerável para a frente.

Os ombros são bem definidos, inclinados sem protrusão e articulados de tal maneira, que o ponto mais alto da cernelha faz um ângulo que permite ajustar-se às costelas bem arqueadas. Cotovelos: Vistos de perfil, com os membros anteriores na vertical, os cotovelos estão diretamente abaixo do ponto mais alto da escápula. Metacarpos: Curtos e fortes. Ergôs nos membros anteriores podem ser removidos. 

Os membros posteriores quando vistos por trás, os membros posteriores são paralelos quando parados e em movimento. São de ossatura forte e musculosos. Articulação coxofemoral: Larga e os membros posteriores são bem arredondados e musculosos.

Coxas: Poderosas e claramente definidas. Joelhos: Com angulações moderadas. Fortes e sem desvios em movimento ou parado. Jarretes: Fortes e bem descidos. Ergôs nos membros posteriores podem ser removidos. Patas: Compactas, grandes, redondas e firmes com almofadas grossas. Elas não viram nem para fora, nem para dentro. 

O Cocker Spaniel Americano é o menor dos spaniels e possui uma movimentação típica. O pré-requisito para uma boa movimentação é o equilíbrio entre o trem anterior e o posterior. Ele tem os ombros e os membros dianteiros corretamente construídos, para contrabalançar a força propulsora dos posteriores. Acima de tudo, sua movimentação é coordenada, suave e fácil. O cão deve ter um bom alcance em sua movimentação. 

Animação excessiva não deve ser confundida com movimentação adequada. A pelagem na cabeça é curta e fina; no corpo, de comprimento médio, há bastante subpelo para proteção. As orelhas, peito, abdômen e pernas são bem franjados, mas sem excesso a ponto de esconder as verdadeiras linhas e movimento de um Cocker Spaniel Americano, ou afetar sua aparência e a função de um cão de caça moderadamente peludo. A textura é muito importante. 

A pelagem é sedosa, lisa ou ligeiramente ondulada e de uma textura de fáceis cuidados. Pelagem excessiva enrolada ou textura de algodão devem ser severamente penalizadas.

O uso de máquina de tosar para o dorso é indesejável. A tosa para realçar as linhas verdadeiras do cão deve ser feita de maneira a parecer o mais natural possível. As cores e marcações do padrão da raça são: Variedade Preto: Cor preta sólida, incluindo o preto com manchas castanhas. O preto deve ser azeviche.

Nuanças de marrom ou fígado na pelagem não são desejáveis. Uma pequena mancha branca no peito e/ou na garganta é admissível. Variedade qualquer cor sólida (Any Solid Color Other than Black - ASCOB): exceto preto indo do creme mais claro até o vermelho mais escuro, incluindo marrom e marrom com manchas castanhas. 

A cor deve ser de um tom uniforme, mas uma cor mais clara nas franjas é permitida. Uma pequena mancha branca no peito e/ou na garganta é admissível. Variedade Particolor: Duas ou mais cores definidas, uma das quais deverá ser necessariamente branca. Preto e branco, vermelho e branco (o vermelho pode ter tons do creme mais claro ao vermelho escuro), marrom e branco e ruãos, incluindo essas cores com marcas de castanho.

É preferível que as marcas castanhas sejam localizadas nos mesmos lugares das marcas castanhas nas variedades preto e ASCOB. Os exemplares de cor ruão são classificados como particolor, e podem ser de qualquer tipo de ruão. Marcação castanho: A cor castanho pode ir do mais leve tom de creme até o tom mais escuro do vermelho, e fica restrita a 10% (dez por cento) ou menos da cor do exemplar. 

Pelo

Longo

Comportamento e cuidados

Comportamento e cuidados

Alegre e animado, o cocker spaniel também é inteligente e confiante. Embora ele ainda conserve um forte instinto de caça, é muitas vezes um companheiro de casa. Com sua família, ele é carinhoso e dócil. Ele pode ser um pouco reservado em primeiro lugar com estranhos, mas ele logo faz amigos. 

Cockers podem ser bons companheiros para as crianças: não são tão grandes nem tão pequenos. Quando criados juntos, eles podem acompanhar outros animais de estimação, incluindo gatos, mas as aves podem ser uma isca irresistível. 

O Cocker é altamente treinável, mas ele tem uma alma sensível. Treinamento de aproximação com métodos de reforço positivo, especialmente elogios e recompensas alimentares, é a melhor abordagem. 

Qualquer cão, por mais agradável que seja, pode desenvolver níveis desagradáveis de latidos, escavações e outros comportamentos indesejáveis se ele estiver entediado, se não for treinado ou estiver sem supervisão.

No caso do Cocker, os anos "adolescentes" começam aos seis meses e continuam até que o cão tenha aproximadamente um ano de idade. Latir pode ser um problema a menos que seja corrigido nesse período. Comece a treinar o American Cocker Spaniel desde filhote, para que ele não se torne um cão obstinado. 

O belo e sedoso pelame de Cocker que você vê nos cães em shows e fotos não aparecem do nada. É preciso muito trabalho para mantê-lo brilhante e sem emaranhados. Por uma boa razão, a maioria das pessoas mantém seus animais de estimação com um corte específico. Mesmo isso requer um pouco de manutenção. 

Os cães devem ser banhados, escovados e aparados a cada duas semanas. Se você quer o pelo longo e fluido, é preciso tomar mais cuidado e ter tempo e, normalmente, o banho, a escovação e o corte ocorre uma vez por semana. 

Como as orelhas de Cocker são propensas a infecção, verifique-as semanalmente para se certificar de que o interior está róseo saudável e vibrante e não tem um mau cheiro. Seja particularmente cuidadoso para verificar as orelhas dos filhotes, pois há um acúmulo significativo de cera enquanto o canal auditivo se desenvolve.

O resto é cuidado básico. Corte as unhas conforme o necessário, pois as unhas compridas podem atrapalhar o Cocker enquanto caminha. Escove os dentes com frequência para uma boa saúde geral.

Sensibilidade a fármacos

Não foram encontrados em literatura relatos de sensibilidade à fármacos específicos relacionados à raça em questão.

Predisposição à doenças

Oftálmicas

Catarata:

  • Aparecimento entre 1 e 5 anos;
  • Progressão variável (pode ser rápida em cães mais jovens);
  • Pode resultar em inflamação e uveíte secundária e glaucoma;
  • Relativamente comum na raça.

Distrofia de córnea:

  • Pode aparecer entre 1 e 7 anos;
  • Geralmente não afeta a visão.

Distiquíase:

  • Comum;
  • Alta incidência na raça.

Ectrópio

Entrópio

Atrofia progressiva de retina

Glaucoma primário

Ceratoconjuntivite seca

Prolapso da membrana da glândula nictitante (“cherry eye”)

Displasia de retina

Respiratórias e pneumológicas

Bronquiectasia:

  • Incomum;
  • Cães meia-idade a idosos;
  • Geralmente ocorre secundário a doença pulmonar crônica.

Referências bibliográficas

CBKC Confederação Brasileira de Cinofilia. Padrão Oficial da Raça: Cocker Spaniel Americano. Disponível em: http://cbkc.org/racas. Acesso em: 15 fev. 2018. 

FOGLE, B. Guia Ilustrado Zahar Cães. 2 ed. Rio de Janeiro: Zahar, 2009. 344 p.

GOUGH, A.; THOMAS, A. Breed Predispositions to Disease in Dogs and Cats. 3º Ed. Oxford: Wiley-Blackwell, 2018. 398 p.

Nestlé Purina Australia. Dog Breeds. American Cocker Spaniel. Disponível em: http://www.purina.com.au/owning-a-dog/dog-breeds/AmericanCockerSpaniel. Acesso em: 10 fev. 2018

Pet guide. Breeds. Dog Breeds. American Cocker Spaniel. Disponível em: http://www.petguide.com/breeds/dogs/americancockerspaniel. Acesso em: 10 fev. 2018

Vet Street. Dog Breeds. American Cocker Spaniel. Disponível em: http://www.vetstreet.com/dogs/american-cocker-spaniel. Acesso em: 10 fev. 2018

Imagem disponível em: https://vetstreet.brightspotcdn.com/dims4/default/bcde26b/2147483647/crop/0x0%2B0%2B0/resize/645x380/quality/90/?url=https%3A%2F%2Fvetstreet-brightspot.s3.amazonaws.com%2Fd9%2F5b08a09ea111e0a2380050568d634f%2Ffile%2FAmerican-Cocker-2-645mk062111.jpg