Dermatite Atópica Canina (DAC)

Empresa

Labyes

Data de Publicação

21/07/2017

Produtos Relacionados

NOME DA DOENÇA
Dermatite Atópica Canina (DAC)

DESCRIÇÃO DA DOENCA
É uma enfermidade alergoinflamatória de caráter crônico, apenas controlável e não curável, que se caracteriza por intenso prurido.

CATEGORIA
Dermatologia

EMERGENCIAL
Não

ESPÉCIE
Canino

NOME COMPLETO
Adjanna Karla Leite Araújo

RESUMO DO CURRÍCULO
Graduação pela Universidade Federal Campina Grande/Centro de Saúde e Tecnologia Rural | Campus de Patos–PB.

Especialização em Parasitologia Clínica e Saúde Pública pela Universidade de Pernambuco.

Mestrado em Ciências Veterinárias pela Universidade Estadual do Ceará e pelo Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães/FIOCRUZ-PE.

Membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia Veterinária – SBDV.

Especialização em Dermatologia Veterinária de Pequenos Animais pelas instituições Qualittas e Equalis.

Estágio na Dermatoclínica - Dermatologia Veterinária - São Paulo.

Veterinária Responsável pelo Serviço de Dermatologia da Clínica Pelo & Pele – Dermatologia e Alergologia Veterinária.

CRMV
3474 - PE

E-MAIL
Adjanna_leite@hotmail.com

TELEFONE DE CONTATO
81 99473 3889

Definindo o Protocolo

MAIS COMUM EM QUAIS RAÇAS/SEXO/IDADE DE CÃES?

Todas as raças podem ser acometidas porém, determinadas raças ou grupos de raças caninas podem ser mais acometidas, a exemplos, dos Terriers, Retriever, Boxer, Dálmata, Shar Pei, Springer Spaniels, Bichon Frisée, Lhasa Apso, Shih Tzu, Beagle e Poodle.

Machos e fêmeas são igualmente acometidos.

Os cães podem apresentar os primeiros sintomas entre 1 a 3 anos de idade, raro antes dos 6 meses ou após 7 anos de vida.

Definindo DIAGNÓSTICO

DIAGNÓSTICO CLÍNICO

Canino de raça poodle, surgimentos dos primeiros sintomas aos 2 anos de idade, boas respostas a tratamentos com glicocorticoides.

Sinais e sintomas de otite externa, prurido facial e podal, lesões de autotramatismo, feotriquia, lignificação e hiperpigmentação bordeado por eritema em região ventral.

DIAGNÓSTICO POR EXAMES

Citologia cutânea apresentando BOG e MOG.

DIAGNÓSTICO DIFERENCIAL

Escabiose, Dermatite Alérgica à Picada de Ectoparasitas, Dermatite Trofoalérgica, Dermatite Alérgica de Contato.

Definindo TRATAMENTO

TRATAMENTO TERAPÊUTICO

Foi realizada citologia cutânea do paciente e logo após iniciou-se o tratamento contra BOG e MOG através de antibioticoterapia e antifúngico durante 14 dias.

Concomitante ao tratamento oral, foi prescrito para reestruturação da barreira cutânea o Kit Labyderm.

O tratamento tópico foi realizado uma vez a cada semana.

Primeiramente, foi aplicado o Shampoo Labyderm Skin Soldier e com movimentos circulares foi massageando a pele do paciente durante 10 minutos.

Após o enxague do Shampoo, retirou-se o excesso de água da pelagem para assim fazer uso do Spray Labyderm Bioforce, o qual foi aplicado em forma de borrifadas a partir da região cranial até a caudal.

Logo após utilizou-se a ampola Labyderm Premium Cover em pontos específicos de prurido, seguindo a orientação do médico veterinário.

Sendo o ponto principal da aplicação tópica da ampola, toda a região ventral do paciente. A partir da quarta semana de tratamento, é evidente uma melhora importante do quadro.

Definindo as COMPLICAÇÕES

COMPLICAÇÕES

Não apresentou complicações, uma vez que houve a restruturação e fortalecimento da barreira cutânea, evitando assim infecções secundárias, comumente ocorridas na Dermatite Atópica Canina.