Skin Care – Resultados Clinicamente Comprovados

Empresa

Royal Canin

Data de Publicação

09/11/2017

Produtos Relacionados

Estudo clínico multicêntrico conduzido com 47 cães em três diferentes países demonstrou redução significativa do escore de CADESI©* após 3 meses de uso exclusivo do alimento SKIN CARE.

Os animais inclusos no estudo apresentavam dermatite pruriginosa, incluindo casos de atopia não relacionada com alimentos.

PROTOCOLO

Seleção dos animais

Critérios de inclusão

• Cães adultos, machos e fêmeas, que apresentavam dermatite com prurido (Escore de CADESI©* entre 25 e 115).
• Cães em bom estado de saúde sem distúrbios hormonais, doenças autoimunes, crônicas, graves ou neoplasias e ectoparasitas.

Critérios de exclusão

• Cães que receberam algum tratamento dermatológico (glicocorticoides, imunossupressores/imunomoduladores ou anti-histamínicos) e/ou algum suplemento alimentar para problemas dermatológicos há menos de 1 mês antes da V1 (primeira consulta).
• Fêmeas lactantes ou prenhes.
• Cães com alguma doença cutânea parasitária.

Critérios de retirada do estudo

• Diagnóstico de doença concomitante durante o estudo.
• Violação grave do protocolo.

Delineamento e dados do estudo

• 3 meses de avaliação com uso exclusivo do alimento Skin Care
• 1 mês de avaliação com uso da dieta previamente utilizada
• 5 dias da transição alimentar antes do inicio do estudo clinico
• Realização de 5 visitas ao médico-veterinário (V1, V2, V3, V4 e V5): momento para consultas clínicas realizadas pelo médico-veterinário e avaliações feitas pelo tutor.
• V1 – Visita nº 1: primeiro dia de alimentação exclusiva com Skin Care
• V4 – Visita nº 4: último dia de alimentação exclusiva com Skin Care e retorno do uso da dieta prévia até o final do acompanhamento dos animais (V5).

Avaliação durante as visitas

Avaliação dos Médicos Veterinários pesquisadores:

Em cada visita/consulta (V1 a V5), o médico-veterinário era convidado a realizar um exame clínico completo e um exame dermatológico específico, registrando os dados no formulário de relatório do caso.

O exame dermatológico incluiu a avaliação do escore CADESI© (método “padrão ouro” de excelência para avaliar as manifestações clínicas relacionadas à pele: lesões e prurido), a possibilidade de efetuar um exame histológico da pele; e ainda, em relação às consultas V2 a V5, o pesquisador deveria registrar se as lesões cutâneas haviam piorado desde a última consulta. Além disso, deveriam ser tiradas fotos das lesões mais importantes em cada consulta.

Avaliação dos tutores dos cães:

Em cada visita/consulta, o tutor era convidado a preencher um questionário pré-definido, cujos principais itens incluíam: escore de condição corporal, escore de prurido (de 0 a 4), aspecto das fezes (escore de 1 a 5), presença de seborreia/descamação, eritema, brilho da pelagem, presença de oleosidade, odor dos pelos...

Todos os dados foram analisados estatisticamente.

RESULTADOS

Diminuição significativa das manifestações clínicas relacionadas com a pele:

• Redução significativa do escore CADESI© entre V1 e V4 (p < 0,0001, Teste de Wilcoxon).
• 28% dos cães apresentaram um escore CADESI igual a 0 na consulta V4.
• 76,1% exibiram um valor de escore CADESI© < 25 em V4.

* CADESI©: Canine Atopic Dermatitis Extent and Severity Index (Índice de Extensão e Gravidade da Dermatite Atópica Canina). OLIVRY, T. et al. Veterinary Dermatology, 2007, ITFAD: International Task Force on Canine Atopic Dermatitis.

Relatos de caso

1) DINO

Bulldog Francês, macho, 1,5 anos (Espanha)

Dermatite Atópica

3 meses com o uso exclusivo do alimento Skin Care Small Dog com posterior retorno para a dieta previamente utilizada

• Dermatite pruriginosa desde as 31 semanas de idade
• Sinais clínicos em V1: Eritrema na cabeça, pescoço e área interdigital das patas dianteiras, associada a prurido
• Muitas bactérias (cocos) identificadas na citologia de V1 e citologia normal a partir de V3.

Declaração do tutor do cão

“No caso do meu cão, os resultados foram surpreendentes. Eu já tinha desistido, já que as outras dietas que haviam sido previamente recomendadas pelo nosso médico-veterinário não trouxeram melhoras, e meu cão ainda continuava com uma coceira infinita.

Além disso, nós tínhamos associado banhos, medicamentos ... com alguns resultados, mas nunca uma resolução total do problema.

No entanto, muito rapidamente depois que começamos com a nova dieta, os resultados foram inacreditáveis. Não só por causa do desaparecimento dos pontos vermelhos que ele tinha desde que ele era um filhote, mas também porque sua coceira parou. Além disso, as suas fezes ficaram muito melhor, tanto no que se refere à sua forma como à sua quantidade ...

O problema retornou assim que ele voltou para sua dieta anterior: ele começou a coçar novamente. Acho que não esperamos mais de uma semana, para retornar ao médico-veterinário novamente. Consequentemente, estamos ansiosos com a possibilidade de comprar esta dieta.”

Declaração do Médico Veterinário do Cão

“O caso clínico do Dino é surpreendente, considerando a resposta que expressou ao passar pela nova dieta neste estudo. Ele é um Bulldog Francês, que, desde que tinha 6-8 meses de idade, começou a desenvolver sintomas cutâneos com muito prurido, especialmente nas áreas de cabeça e pescoço. Um exame clínico completo foi então realizado, juntamente com a pesquisa de parasitas externos, leveduras, dermatófitos e infecções bacterianas. Depois disso, foram testados 2 tipos de dietas hipoalergênicas, o que levou a uma resposta parcial: embora o prurido tenha diminuído, muitas vezes era necessário completar o tratamento com antibióticos e banhos. Além disso, alguns testes alérgicos foram realizados, e os resultados foram negativos. No entanto, logo que se utilizou a dieta do estudo, em um tempo muito curto, houve uma grande melhora, com o desaparecimento do prurido e as lesões em cerca de 3 a 4 semanas. Inacreditável foi a piora observada imediatamente o retorno para a dieta usual outra vez. Agora, eu preciso que esta dieta esteja disponível no mercado o mais rápido possível!”

2) EKIN

Husky Siberiano, macho, 11,5 anos (Espanha)

Dermatite Alérgica

• Dermatite alérgica nas patas, com lesões e prurido
• Resultados clínicos com Skin Care: (Nenhum tratamento concomitante foi utilizado, nem mesmo tratamento tópico)

Descrição da evolução pelo tutor do cão

• V1 a V2: em um mês de uso da nova dieta "diminuição importante das lesões e da vermelhidão da pele, e melhoria da condição da pelagem".
• V4 a V5 (retorno à dieta anterior): “voltou a lamber os pés de vez em quando”.

3) DILLE

Labrador Retriever, fêmea, 5 anos (Bélgica)

Dermatite Atópica com sazonalidade

• Dermatite atópica sazonal (suspeita de alergia de contato à palha)
• Tempo desde a ocorrência da 1ª lesão dermatológica: 125 semanas
• Sinais clínicos em V1: eritema do queixo e do abdômen, prurido intenso e frequente, pústulas, collarettes epidérmicas e mau cheiro da pele.

3 meses com o uso exclusivo do alimento Skin Care com posterior retorno para a dieta previamente utilizada

Declaração do Médico Veterinário do Cão

“A labradora chocolate Dille respondeu extremamente bem a nova dieta.

No início, ela tinha um mau cheiro da pele, ela estava com muito prurido (muito frequente) e ela desenvolveu múltiplas collarettes epidérmicas e pústulas.

Muito rapidamente (poucas semanas) após o inicio do uso do novo alimento, sua pele tornou-se saudável novamente. Sem, ou ao menos com pouquíssimas pústulas e collarettes epidérmicas. O mau cheiro tinha desaparecido e seu pelo estava brilhante.

O tutor relatou que Dille tornou-se mais feliz devido à falta de prurido.

“Estou feliz em ver os resultados com meus próprios olhos”.

Os estudos clínicos a campo mostram:
Diminuição significativa dos sintomas cutâneos, com o uso exclusivo de SKIN CARE
Retorno rápido dos sintomas após o desafio dietético