Carproflan: Seguro para o alívio da dor em todas as fases da vida

Empresa

Agener União

Data de Publicação

01/04/2019

PDF

Produtos Relacionados

O carprofeno é um anti-inflamatório não esteroidal (AINE), inibidor da cicloxigenase, com efeitos analgésicos e anti-inflamatórios pronunciados. Estudos in vitro demonstraram que a sua capacidade de inibir a COX-2 é até 100 vezes superior à sua capacidade de inibir COX-1, indicando que é um inibidor seletivo de COX-2, conferindo maior segurança.

Os anti-inflamatórios não esteroidais (AINEs) são cruciais no tratamento da dor aguda, como no perioperatório, mas também possuem papel extremamente importante no tratamento da dor crônica. O carprofeno tem demonstrado ser clinicamente eficaz no alívio da dor de cães que sofrem com osteoartrite e dor oncológica.

A dor oncológica pode ser atribuída à sensibilização tecidual, aumento da produção de mediadores inflamatórios pelo tumor, acidose tecidual localizada, modulação da dor alterada e compressão de nervos. A terapia com anti-inflamatórios não esteroidais, com ou sem modalidades adjuvantes não opioides, constitui o primeiro passo no tratamento da dor oncológica, isso tanto na veterinária como na medicina humana, fato esse que podemos observar analisando a Escada Analgésica da Organização Mundial da Saúde (Figura 1).

A Escada Analgésica da OMS é a padronização do tratamento analgésico da dor baseada em uma escada de acordo com a intensidade de dor que o paciente apresenta e, como podemos verificar, os AINEs estão presentes em todos os degraus para o tratamento da dor.

É comum o receio do médico veterinário quanto a ocorrência de eventos adversos relacionados ao uso de AINEs em cães e gatos, porém, podem ser minimizados pelo seu uso adequado, conforme descrito na Tabela 1.

Os sinais clínicos de efeitos adversos mais comuns dos AINEs estão relacionados ao trato gastrointestinal e incluem vômitos, diarreia e inapetência. Estudos indicam que os AINEs que poupam a COX-1, produzem uma frequência menor de lesões do trato gastrointestinal, embora os inibidores de COX-2 altamente seletivos (COXIBES), possam realmente produzir mais eventos adversos, o que faz do carprofeno uma ótima opção para o tratamento da dor, já que ele demonstra ser um inibidor moderado de COX-2 quando comparado a outras moléculas.

Tratamento da dor em Cães com Osteoartrite

Em muitos casos para se obter a analgesia adequada, o uso de anti-inflamatórios não esteroidais por período prolongado se faz necessário, porém, ainda existe muita resistência por parte dos veterinários dada a preocupação com os efeitos colaterais.

No entanto, em estudo realizado por Payne-Johnson e colaboradores (2015), no qual o carprofeno foi utilizado em 64 cães durante 134 dias consecutivos para tratamento da dor decorrente de osteoartrite, apenas 1 paciente apresentou efeitos adversos.

Também podemos citar o estudo de Luna e colaboradores, no qual os animais foram tratados por 90 dias com diferentes anti-inflamatórios e ao compará-los, o carprofeno foi o que teve menor incidência de efeitos adversos.

Em outro estudo, realizado com 805 cães tratados com carprofeno por 30 dias, apenas 24 (2,98%) pacientes apresentaram algum efeito adverso, ou seja, os efeitos adversos relacionados aos anti-inflamatórios existem. Devemos ter cuidado ao utilizá-los, porém, isso não impede o seu uso por um período mais prolongado quando os pacientes são beneficiados.

Tabela 1: Oito maneiras de prescrever os AINEs com tranquilidade.

Fonte: Modificado de Epstein, M.E.; Rodanm, I.; Griffenhagen, G.; Kadrlik, J.; Petty, M.C.; Robertson, S.A.; Simpson, W.; AAHA/AAFP pain management guidelines for dogs and cats. Journal of Feline Medicine and Surgery. v.17, n. 3, p. 251-272, 2015.

Benefícios do Carprofeno

  • Segurança:
  • Seguro para filhotes: indicado para cães a partir de 6 semanas de vida.
  • Anti-inflamatório não esteroidal (AINE) seletivo de COX-2 com efeito analgésico, anti-inflamatório, antipirético, com maior segurança gastrointestinal.
  • Estudos demonstram que o carprofeno confere menos efeitos adversos quando comparado aos anti-inflamatórios altamente seletivos de COX-2 (COXIBES).
  • Eficaz para o tratamento da dor aguda e crônica: clinicamente eficaz para o alívio da dor aguda (por exemplo pósoperatório e traumas) e dor crônica (osteoartrite e dor oncológica).
  • Uso prolongado: estudos publicados demonstraram menor incidência de efeitos adversos em cães tratados por período prolongado.
  • Efeito condroprotetor: inibe a degeneração e estimula o reparo articular.

Patrícia Bonifácio Flôr

  • Graduação em Medicina Veterinária pela FMVZ - USP
  • Mestre pelo Departamento de Clínica Cirúrgica Veterinária – FMVZ - USP
  • Aperfeiçoamento em Avaliação e Tratamento Interdisciplinar de Dor pelo HC-FM/USP
  • Médica Veterinária Assistente do Serviço de Anestesia do HOVET da FMVZ - USP
  • Colaboradora do Ambulatório de Dor e Cuidados Paliativos (ADCP)

Referências

S. Mansa; E. Palmér; C. Grondahl; L. Lonaas; G. Nyman. Long-term treatment with carprofen of 805 dogs with osteoarthritis. The Veterinary Record, March 31, 2007. B.P. Monteiro-Steagall; P.V.M. Steagall; B.D.X. Lascelles. Systematic Review of Nonsteroidal Anti-Inflammatory Drug-Induced Adverse Effects in Dogs. J Vet Intern Med 2013; 27:1011–1019. M.G. Papich. An Update on Nonsteroidal Anti-Inflammatory Drugs (NSAIDs) in small animals. Vet Clin Small Anim 38 (2008) 1243–1266. M. Payne-Johnson; C. Becskei; Y. Chaudhry; M. R. Stegemann. Comparative efficacy and safety of mavacoxib and carprofen in the treatment of canine osteoarthritis. Veterinary Record, 14 march, 2015. Luna S.P.; Basílio A. C; Steagall PV; Machado L.P.; Moutinho, F.Q.; Takahira, R.K.; Brandão, C.V.; Evaluation of adverse effects of long-term oral administration of carprofen, etodolac, flunixin meglumine, ketoprofen, and meloxicam in dogs. Am J Vet Res. 2007, Mar;68(3):258-64.