Marley - Depoimento de Sucesso IBASA - Pomada Cicatrizante

Empresa

Ibasa

Data de Publicação

05/11/2019

PDF

Produtos Relacionados

  • Animal: Marley, canino, SRD, macho, 2 anos, 10kg.
  • Veterinária: Dra. Anna Luísa Pedroso Campelo.
  • Colaboradores Ibasa: Brunna Qadir / Fernando Chapon. Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil.

Anamnese

Devido a infestação por pulgas e carrapatos, sua tutora aplicou um ectoparasiticida no ambiente a base de Clorfenvinfós (DDVP). O produto acidentalmente também foi aplicado na pele da região dorsal. Dois dias após o contato, iniciou surgimento de eritema, pápulas e prurido intenso. Com o início das reações e primeiras lesões, sua tutora (por conta própria), aplicou outras medicações, na tentativa de tratar e melhorar a condição, mas que acabou potencializando e piorando a lesão. Houve deposição de larvas de moscas no ferimento.

Suspeita Clínica

Dermatite de contato por irritante primário (DCIP) 

Exame Clínico e Complementares

Dra. Anna Campelo verificou lesões erosivas, necrose e grave perda tecidual, de grande extensão, na região do tronco.

Tratamento

No primeiro atendimento o paciente foi anestesiado para remoção das larvas, limpeza do ferimento e tricotomia. No dia seguinte foi banhado para remoção de possíveis resíduos de substância irritante ainda presente e limpeza geral.

Foram realizados curativos 3 vezes ao dia com solução fisiológica e aplicação de Pomada Cicatrizante Ibasa. Após o curativo era colocado bandagem. Duração do tratamento: 90 dias

Demais produtos: Simparic, antibioticoterapia (Cefalotina IV, seguido de cefalexina oral, totalizando 10 dias) e medicação analgésica.

Conclusão

O processo de cicatrização ocorreu de forma gradual, com boa evolução, contração rápida da ferida, epitelização e repilação. A lesão se manteve sem contaminação após a suspensão da antibioticoterapia sistêmica.

Evolução Clínica

Antes do tratamento

Durante o tratamento

24 horas após remoção das larvas e limpeza 


Evolução Clínica