Pug

Nome da Raça

Pug

Porte

Pequeno

Peso

Fêmeas: 6,3-8,1 kg. Machos: 6,3-8,1 kg

Altura na Cernelha

Fêmeas: 25-28 cm. Machos: 28-30 cm

Nível de atividade

Baixa

Temperamento

Equilibrado, sociável, charmoso e alegre

Adestrabilidade

Moderada

Introdução

Origem

Sempre houve especulações sobre a origem desta raça, alguns autores afirmam que o Pug deriva de raças como o pequeno dinamarquês, enquanto outros o definem como um Dogue de Bordeaux em miniatura.

De fato é uma raça asiática, seu país de origem é listado como a China, onde os cães de nariz arrebitado sempre foram favorecidos.

Ele encontrou o seu caminho para a Europa com os comerciantes da Companhia Holandesa das Índias Orientais e desde o ano de 1500 já era admirado nos Países Baixos.

Na verdade, o Pug se tornou o símbolo para os patriotas reais.

O Pug chegou à Inglaterra quando Guilherme III subiu ao trono.

Até 1877, a raça era vista apenas na cor fulvo, mas nesse ano um casal preto foi introduzido a partir do Oriente.

Graças aos cães da raça Pug, criados pela rainha Victória, a raça atingiu notoriedade na Inglaterra já no século 19, especialmente os cães de cor fulvo e abricó, os seus preferidos. A raça foi reconhecida pela FCI em 1966, pela AKC em 1885 e o padrão oficial válido pela CBKC é de 2010.

Nome original

Pug

País de origem

China

Características gerais

Aspectos raciais

Decididamente quadrado e robusto, ele é “multum in parvo”, ou seja, muito em pouco, cão compacto e atarracado, como mostra sua forma, suas bem ajustadas proporções e sua musculatura rija, mas que nunca deve apresentar patas curtas nem ser magro e pernalta.

A cauda é inserida alta, firmemente enrolada sobre o quadril.

Pode apresentar colorações prata, abricó, fulvo ou preto, cada uma claramente definida para fazer um completo contraste entre as cores, o traço e a máscara.

O focinho ou máscara, orelhas, sinais nas bochechas, marca do polegar ou diamante na testa e o traço devem ser o mais preto possível.

Sua pelagem apresenta pelos finos, lisos, macios, curtos e brilhantes, nem ásperos, nem lanosos.

Pelo

Curto

Comportamento e cuidados

Comportamento e cuidados

O Pug é um cão de forte personalidade, apesar de seu porte pequeno, mas nunca agressivo.

É equilibrado e calmo, mas está sempre disposto e feliz, adora a companhia dos donos e se mostra afetuoso, é sociável e normalmente não tem problemas com outros animais ou pessoas estranhas.

Adequado para crianças pelo seu comportamento como também por sua robustez.

É uma raça braquicefálica e por isso não tolera atividades físicas de longa duração e nem altas temperaturas.

Sua pelagem não exige muitos cuidados, porém é necessário ficar atento às suas rugas, que podem ocasionar problemas dermatológicos.

A raça possui tendência a engordar, por este motivo é recomendado sempre controlar sua alimentação.

Outro motivo de atenção são os olhos, por serem mais salientes que em outras raças.

Sensibilidade a fármacos

Não relatada

Predisposição à doenças

Cardiovasculares

Estenose hereditária do feixe de His

Dermatológicas

Atopia

  • Fêmeas mais predispostas
  • Idade de início: 6 meses a 7 anos

Lentiginose profusa

  • Hereditário
  • Provavelmente herdado como uma característica autossômica dominante

Intertrigo

  • Predisposição racial devido às rugas na face

Lesões pigmentadas associadas ao vírus do papiloma

Fisiológicas

Acondroplasia

Musculoesqueléticas

Necrose asséptica da cabeça do fêmur

  • Modo de herança desconhecido

Luxação congênita do cotovelo

Neoplásicas

Melanoma oral

  • Possível predisposição racial
  • Machos podem ser predispostos
  • Geralmente em cães mais velhos

Mastocitoma

  • Possível predisposição racial
  • Pode ocorrer em qualquer idade

Neurológicas

Hemivértebra

Encefalite do Pug

  • Idade de início: 6 meses a 7 anos

Oftálmicas

Entrópio

  • Predisposição racial
  • Provável herança poligênica

Distiquíase

  • Predisposição racial

Triquíase caruncular

  • Predisposição racial

Ceratoconjuntivite seca

  • Predisposição racial

Proptose

  • Maior ocorrência na raça

Ceratite pigmentar

  • Predisposição racial

Úlcera de córnea refratária

  • Predisposição racial

Reprodutivas

Distocia

  • Predisposição racial

Respiratórias e pneumológicas

Síndrome braquicefálica

Referências bibliográficas

AKC. Pug. Disponível em: http://www.akc.org/dog-breeds/pug/ . Acesso em: 4 fev. 2017.

CACHORRO Gato. Ficha do Pug. Disponível em: http://www.cachorrogato.com.br/racas-caes/pug/ . Acesso em: 3 fev. 2017.

CONFEDERAÇÃO Brasileira de Cinofilia. Padrão Oficial da Raça: Pug. 20 mar. 2015. Disponível em: https://www.cbkc.org/padroes/pdf/grupo9/pug.pdf . Acesso em: 2 fev. 2017.

FEDERATION Cynologique Internationale. Pug. Disponível em: http://www.fci.be/en/nomenclature/PUG-253.html . Acesso em: 2 fev. 2017.

GUIA de Raças. Pug. Disponível em: http://www.guiaderacas.com.br/pug.shtml . Acesso em: 4 fev. 2017.

GOUGH, A.; THOMAS, A. Breed Predisposition to Disease in Dogs and Cats. 1ª Ed. Oxford: Blackwell Publishing, 2004, p. 124 a 125.

TUDO Sobre Cachorros. Pug Disponível em: http://tudosobrecachorros.com.br/2011/03/pug.html . Acesso em: 3 fev. 2017.

Imagem: http://nutricionistadeperros.com/wp-content/uploads/2016/08/pug-1.jpg.