Weimaraner

Nome da Raça

Weimaraner

Porte

Grande

Peso

Fêmeas: 25-35 kg. Machos: 30-40 kg

Altura na Cernelha

Fêmeas: 57-65 cm. Machos: 59-70 cm

Nível de atividade

Alta

Temperamento

Corajoso, amigo e obediente

Adestrabilidade

Moderada

Introdução

Origem

O Weimaraner é provavelmente a mais antiga raça pura de aponte alemã, criada há mais de 100 anos. Como no caso de outras tantas raças, há diversas teorias sobre a origem do Weimaraner, a mais aceita entre os especialistas, no entanto, é a de que os antepassados desta raça seriam os cães de guia alemães (leithund).

No meio do século, antes que a raça pura fosse iniciada, a criação estava principalmente nas mãos de caçadores profissionais e de guardas florestais na Alemanha Central, principalmente nas regiões de Weimar e Thuringia. Eram usados como cães de caça de lobos, javalis e raposas.

Quando os dias dos cães de guia terminaram, os cães foram cruzados com os “Hühnerhund” e os criadores continuaram com esses cruzamentos. Aproximadamente a partir de 1890, os cães foram produzidos de acordo com os planos de criação e a raça foi considerada satisfatória para ser inscrita em um livro de registro. Além do Weimaraner de Pelo Curto, uma variedade de Weimaraner de pelo longo apareceu, também, antes do novo século. Depois de ter sido registrado, o Weimaraner foi criado de forma pura, ficando livre dos cruzamentos com outros cães, em particular, os Pointers.

A raça foi reconhecida pela FCI em 1954, pela AKC em 1943 e o padrão oficial válido pela CBKC é de 1990.

Nome original

Weimaraner

País de origem

Alemanha

Características gerais

Aspectos raciais

O Weimaraner é uma raça forte, veloz, de porte médio a grande e muito musculoso. As diferenças entre os machos e as fêmeas são facilmente distinguidas.

Seu crânio está em harmonia com a altura do corpo e a região facial. Média depressão na região frontal. A protuberância occipital é marcada ligeira a moderadamente. Arcadas zigomáticas bem visíveis atrás dos olhos. O stop é extremamente leve. A trufa é grande, protrusa sobre o maxilar inferior. Cor de carne escura, fundindo gradualmente em cinza na sua parte posterior. Seu focinho é longo e, especialmente nos machos, forte, parecendo quase angulado. Cana nasal reta, frequentemente arqueada, mas nunca côncava. A mordedura é em tesoura. Seus olhos são de cor âmbar, do escuro ao claro; com expressão inteligente. Cor azul céu nos filhotes. Redondos, apenas oblíquos. As orelhas são lobulares, largas e bastante longas, alcançando quase a comissura labial.

Inseridas altas e estreitas, arredondadas na ponta. Em atenção, ligeiramente voltadas para a frente e dobradas.

A cauda é inserida ligeiramente mais baixa do que em outras raças comparáveis. Cauda forte e bem coberta de pelos. Em repouso, portada pendente; em alerta ou em ação, é portada em posição horizontal ou mais levantada.

Sua pele é forte e não demasiadamente aderente. A pelagem pode ser:

Pelo curto: Curto, porém, mais longo e espesso do que na maioria das raças do mesmo tipo, forte, muito denso, bem aderente. Pode ou não ter subpelo, mas esse é esparso.

Pelo longo: Pelos macios e longos com ou sem subpelo. Liso ou ligeiramente ondulado. O pelo é mais longo na inserção da orelha. Pelo aveludado é permitido na ponta das orelhas. O comprimento dos pelos nos flancos é de 3 a 5 cm. Debaixo do pescoço, no antepeito e na parte inferior do corpo, geralmente um pouco mais longos. Boas franjas e culotes, contudo menos longo em direção ao solo. Cauda com uma franja em bandeira. Pelos entre os dedos. Pelos na cabeça menos longos. Um tipo de pelagem semelhante a uma pelagem rígida (Stockhaar), 7 St. FCI No 99 / 13.02.2002 de comprimento médio, denso, aderente, com subpelo espesso, franjas e culotes moderadamente desenvolvidos às vezes acontece em cães com antepassados misturados.

Sua cor é cinza, nas tonalidades prata, corça ou rato. Cabeça e orelhas geralmente mais claras. Pequenas manchas brancas são permitidas somente no peito e nos dedos. Às vezes se observa sobre o dorso uma linha mais escura, mais ou menos bem traçada.

Cães com manchas amarelo-avermelhadas definidas só podem receber qualificação (BOM). Marcações de cor marrom é uma falta grave.

Pelo

Curto

Comportamento e cuidados

Comportamento e cuidados

O Weimaraner destaca-se entre as raças de caça e aponte por possuir um ótimo temperamento, instinto de caça e boa adestrabilidade. Ele é tão bom na caça quanto em jogar com crianças. Seu dinamismo inesgotável o torna um verdadeiro cão de ação.

É um cão inteligente, determinado, resistente, de faro muito apurado. É considerado um cão versátil, firme de temperamento e fácil de ser treinado. É tido ainda como um bom cão de guarda, porém sem agressividade. São cães que gostam de agradar e seguir comandos.

O Weimaraner é um cão que possui muita energia e necessita de exercícios diários de maior intensidade, se comparado com outras raças. Sua pelagem não exige muitos cuidados, escovações esporádicas são suficientes.

Sensibilidade a fármacos

Não relatada

Predisposição à doenças

Cardiovasculares

Displasia de valva tricúspide

  • Congênito
  • Machos predispostos

Hérnia diafragmática peritoneopericardial

Dermatológicas

Foliculite/ furunculose

  • Também conhecido como acne canina
  • Traumas locais, hormônios e genética podem desempenhar um papel na patogenia

Pododermatite

  • Pode afetar qualquer idade ou sexo
  • Machos predispostos
  • Membros torácicos mais comumente afetados

Demodicose generalizada

Gastrointestinais

Neoplasia orofaríngea

  • Possível predisposição da raça

Síndrome dilatação-vólvulo gástrica

  • Possível predisposição racial

Hematológicas e imunológicas

Disfunção de linfócitos T

Vasculite associada à vacina com osteodistrofia hipertrófica

  • Sinais gastrointestinais também vistos

Infecciosas

Blastomicose

Musculoesqueléticas

Poliartrite / meningite

  • Idiopática
  • Esta raça é propensa a uma forma mais grave da doença

Hérnia umbilical

Neoplásicas

Tumor de mastócitos

  • Possível predisposição racial
  • Pode ser visto em qualquer idade (a partir de 4 meses), mas geralmente visto em animais mais velhos

Lipoma

  • Possível predisposição racial
  • Mais comuns em fêmeas de meia idade e obesas

Neurológicas

Hipomielinização do sistema nervoso central

  • Sinais vistos entre 2 – 8 semanas

Meningite e poliarterite

  • Idade de início: <1 ano

Disrafismo espinhal

  • Congênito; Herdado
  • Visto mais comumente nesta raça
  • Sinais vistos entre 3 – 4 semanas

Oftálmicas

Entrópio

  • Predisposição racial

Distiquíase

  • Predisposição racial

Eversão da cartilagem da terceira pálpebra

  • Predisposição de raça; possivelmente herdado como um traço recessivo
  • Geralmente ocorre em cães jovens

Melanoma conjuntival

  • Possível predisposição da raça

Úlcera de córnea refratária

  • Predisposição racial
  • Idade do início: 4-8 anos

Distrofia de córnea

  • Predisposição racial
  • Idade de início: 1 – 8 anos

Renais e urinárias

Incompetência do mecanismo do esfíncter uretral

  • Fêmeas possivelmente predispostas

Reprodutivas

Hiperplasia vaginal

  • Possível predisposição da raça

XX inversão do sexo

  • Condição congênita relatada nesta raça

Referências bibliográficas

http://www.cachorrogato.com.br/racas-caes/weimaraner/

http://www.guiaderacas.com.br/weimaraner.shtml

http://www.fci.be/en/nomenclature/WEIMARANER-99.html

http://cbkc.org/application/views/docs/padroes/padrao-raca_164.pdf

https://www.chien.fr/race/braque-de-weimar/

http://www.akc.org/dog-breeds/weimaraner/

JERICÓ, Márcia Marques; ANDRADE NETO, João Pedro de; KOGIKA, Márcia Mery. Tratado de Medicina Interna de Cães e Gatos. 1. ed. Rio de Janeiro: Roca, 2015.

GOUGH, Alex; THOMAS, Alison. Breed Predisposition to Disease in Dogs and Cats.1. Ed. Oxford:Blackwell Publishing Ltd, 2004 – páginas 153 à 154.

NELSON, R.W.; COUTO, C.G. Medicina interna de pequenos animais. 5. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2015.

Imagem: https://www.pets4homes.co.uk/images/breeds/18/large/bcf6704a9815cdbf1554202bc923dd53.jpg