Basset Alpino

Nome da Raça

Basset Alpino

Porte

Pequeno

Peso

Fêmeas: 13-18 kg Machos: 13-18 kg

Altura na Cernelha

Fêmeas: 33-40 cm Machos: 33-40 cm

Nível de atividade

Alta

Temperamento

Inteligente, energético, confiante, destemido.

Adestrabilidade

Alta

Introdução

Origem

Quando você vê o Alpine Dachsbracke pela primeira vez, você pode ficar um pouco confuso porque suas pernas parecem muito curtas para seu corpo. Embora esta raça seja considerada uma raça de pernas longas, como o Bloodhound ou Black e Tan Coonhound, ele foi desenvolvido para uma finalidade única. 

O Alpine Dachsbracke tem a capacidade de rastrear a presa sobre o terreno mais áspero seguindo a trilha muito depois que ficou fria. Desenvolvido como uma raça de caça, o Dachsbracke Alpino tem uma força de presa bastante forte. 

As origens do Dachsbracke Alpino vêm da Áustria, onde essa raça é conhecida como Alpenlandische Dachsbracke. É descendente de uma antiga raça de caça utilizada para rastrear e caçar em altitudes elevadas, então as pernas curtas eram uma obrigação. Relacionado ao Dachsbracke maior da Westfália, esta raça é tipicamente usada para caçar coelhos, cervos e raposas. 

A raça também foi usada para expedições de caça no Egito e na Turquia pelo rei Rudolph de Habsburgo no final do século XIX. O Dachsbracke Alpino foi desenvolvido a partir de cães de caça australianos maiores e cruzado com Dachshunds para atingir sua estatura de pernas curtas.

Esta raça era uma favorita entre os nobres austríacos, conhecida por suas habilidades versáteis para caçar cervos, bem como raposas, javali, lebres e muito mais. 

Não é atualmente uma raça reconhecida pelo American Kennel Club, mas é agrupada com outros scenthounds (farejadores) pela FCI e UKC. 

Nome original

Alprländische Dachsbracke

País de origem

Áustria

Características gerais

Aspectos raciais

É definido como um cão de caça com pernas curtas e resistentes com uma sólida e robusta estrutura de corpo e músculos firmes. O crânio é levemente arqueado, o pescoço é musculoso e não é muito longo. A cauda é alta, grossa na base com pelo mais longo na ponta. 

As pernas dianteiras são retas e fortes, curtas em relação ao corpo. Os membros posteriores são musculosos, fortes e bem angulados, quando vistos por trás possuem um eixo reto. 

A marcha natural da raça tem movimento cobrindo o solo, não tropeçam e preferencialmente andam ao trote. A pele é elástica, forte e sem rugas. O pelo é duplo, sendo que o pelo é grosso e denso; o subpelo cobre todo o corpo. A cor ideal é vermelho escuro com ou sem pelos pretos ligeiramente intercalados. 

Pelo

Curto

Comportamento e cuidados

Comportamento e cuidados

Desenvolvido como uma raça de caça, o Dachsbracke Alpino tem um instinto de caça bastante forte, por isso é provável que persigam gatos e outros pequenos animais domésticos. 

Em termos de temperamento, esta raça é gentil e amigável, embora possam se tornar destrutiva se não for estimulada com exercícios físicos e mentais suficientes.

O Dachsbracke Alpino pode se adaptar à vida no apartamento se submetido a exercícios diários adequados. É uma raça muito apegada à família, bastante sociável, então é provável que se dê bem com outros cães. 

Não foram encontrados em literatura informações sobre cuidados específicos para esta raça em questão, portanto, deve-se realizar o cuidado básico para qualquer cão.

Corte as unhas conforme o necessário, geralmente uma vez por mês. Escove os dentes com frequência semanal e verifique as orelhas semanalmente para procura de secreções, vermelhidão ou um mau cheiro, o que pode indicar uma infecção.

Sensibilidade a fármacos

Não foram encontrados em literatura relatos de sensibilidade à fármacos específicos relacionados à raça em questão.

Predisposição à doenças

Não foram encontrados em literatura relatos de predisposição à doenças específicas relacionados à raça em questão.

Referências bibliográficas

CBKC Confederação Brasileira de Cinofilia. Padrão Oficial da Raça: Basset Alpino. Disponível em: http://cbkc.org/racas. Acesso em: 15 fev. 2018. 

FOGLE, B. Guia Ilustrado Zahar Cães. 2 ed. Rio de Janeiro: Zahar, 2009. 344 p.

GOUGH, A.; THOMAS, A. Breed Predispositions to Disease in Dogs and Cats. 3º Ed. Oxford: Wiley-Blackwell, 2018. 398 p.

Nestlé Purina Australia. Dog Breeds. Alpine Dachsbracke. Disponível em: http://www.purina.com.au/owning-a-dog/dog-breeds/AlpineDachsbracke. Acesso em: 10 fev. 2018

Pet guide. Breeds. Dog Breeds. Alpine Dachsbracke. Disponível em: http://www.petguide.com/breeds/dogs/alpinedachsbracke. Acesso em: 10 fev. 2018

Vet Street. Dog Breeds. Alpine Dachsbracke. Disponível em: http://www.vetstreet.com/dogs/alpine-dachsbracke. Acesso em: 10 fev. 2018

Imagem disponível em: http://1.bp.blogspot.com/-0xtdZKgkk1I/VTq_aQE8wqI/AAAAAAAAeLE/PwaGpFcziPQ/s1600/0.jpg