Braco de Bourbonnais

Nome da Raça

Braco de Bourbonnais

Porte

Grande

Peso

Fêmeas: 18-26 kg Machos: 18-26 kg

Altura na Cernelha

Fêmeas: 55-57 cm Machos: 55-57 cm

Nível de atividade

Alta

Temperamento

Amável, afetuoso, companheiro

Adestrabilidade

Muito Alta

Introdução

Origem

Esta raça existe em Bourbonnais, na França, desde, pelo menos, o fim da década de 1500. É o menor dos bracos franceses e o mais calmo e confiante em termos de temperamento. 

Os autores antigos o descreveram como um companheiro agradável do caçador, de aparência robusta e saudável. O auge da sua popularidade foi há mais de um século, e, com as guerras do século XX, beirou a extinção. Até a década de 90, os esforços para restaurar a raça deram certo, mas a mesma ainda é incomum fora da França. 

Os criadores da década de 1930 queriam impor o pelame de coloração "lilás desbotado", juntamente com a obrigação de nascer com uma cauda naturalmente curta. Esta seleção rigorosa colocou a existência da raça em perigo. Por este motivo ainda é comum filhotes nascerem sem cauda ou com uma cauda bem curta. 

Na década de 1970, uma equipe de criadores decidiu trabalhar para a sobrevivência do Bourbonnais Pointing Dog. O Braque de Bourbonnais, como é chamado na terra natal, permanece em risco de extinção, tendo em média apenas 100 filhotes por ano.

Porém, há um crescente interesse em outros países, como nos EUA, onde nascem por ano quase tantos filhotes quanto na França, ajudando a garantir o futuro da raça. 

Nome original

Braque de Bourbonnais

País de origem

França

Características gerais

Aspectos raciais

O Braco de Bourbonnais é do tipo bracóide de pelo curto, mediolíneo com tendência a brevilíneo, robusto, compacto e musculoso; de formato médio, ele dá uma impressão de robustez e força, não excluindo uma certa elegância. As fêmeas apresentam uma silhueta menos atarracada e mais elegante.

A característica racial essencial é a sua forma dita “em pera”. Nem muito leve nem muito pesada, proporcionada ao corpo. Na região craniana, o crânio é arredondado de todos os lados.

As faces laterais são arredondadas, os parietais e as arcadas zigomáticas são bem desenvolvidas. Os eixos do crânio e do focinho são paralelos ou levemente divergentes para a frente. 

Na região facial, a trufa é larga, com narinas bem abertas. Ela ultrapassa, às vezes, a linha perpendicular dos lábios. Sua cor está de acordo com a da pelagem, sem manchas de despigmentação. O focinho é forte e largo em sua base, afinando ligeiramente para a extremidade para formar um tronco de um cone.

Nas fêmeas, um pouco menos largo. O canal nasal é reto e ligeiramente convexa. Os lábios não são muito grossos; o lábio superior cobrindo o inferior sem fazer uma dobra importante nas comissuras labiais.

As bordas dos lábios são bem pigmentadas. Os maxilares e dentes são fortes, de igual comprimento, apresentando uma dentição completa, formando uma articulação em tesoura. Uma mordedura em pinça é tolerada.

Os olhos são grandes, mais para redondos, de cor avelã ou âmbar escuro, de acordo com a cor da pelagem. O olhar é expressivo, doce e inteligente. As bordas das pálpebras são bem pigmentadas.

As orelhas têm comprimento médio, podem alcançar ou ultrapassar ligeiramente a garganta. Sua base, mais larga, se situa no nível da linha dos olhos ou ligeiramente mais acima, o que é apreciado. Elas caem naturalmente ao longo das bochechas, planas ou ligeiramente viradas.

O pescoço não é muito longo, é musculoso, livre, ele se une harmoniosamente aos ombros. Uma ligeira barbela e tolerada. A linha superior do tronco é reta, bem firme. A cernelha é bem marcada.

O dorso é firme e bem musculoso, lombo curto, largo, musculoso, bem unido ao dorso. Um pouco mais longo que nas fêmeas. A garupa é arredondada, moderadamente oblíqua, provido de músculos poderosos.

O peito é largo, longo e alto; ele atinge ou ultrapassa ligeiramente a ponta do cotovelo. O esterno se estende o máximo possível para trás. As costelas são bem arqueadas. A elevação do abdome é progressiva. Flanco plano e um pouco elevado. 

Não é incomum cães dessa raça nascerem anuros. Caso contrário, a cauda é cortada na base conforme o padrão internacional da raça em países onde a prática ainda é permitida. Sua inserção é um pouco baixa. Nos países onde a caudectomia é proibida por Lei, a cauda longa deve ser portada, quando estiver parado, abaixo da linha superior.

Os membros anteriores, no geral, são muito musculosos. Se vistos de frente são bem aprumados. As escápulas são oblíquas, bem ajustadas à parede torácica e a sua musculatura é firme e aparente.

Os braços são mais longos e musculosos. Os cotovelos ficam bem próximos ao corpo, porém não justos, não virando nem para dentro nem para fora. Os antebraços são retos, musculosos, com ossatura forte sem ser grosseira.

Os carpos são fortes e os metacarpos ficam levemente inclinados, com relação aos antebraços. As patas dos membros anteriores, ficam alinhadas com o corpo, redondas ou em forma de colher; as almofadas plantares são sólidas e resistentes; os dedos justos e curvados e as unhas fortes.

Os membros posteriores, de forma geral, possuem ossatura forte com uma massa muscular muito aparente. Quando vistos por trás, são bem aprumados e paralelos. As coxas são longas, arredondadas e bem descidas. Os joelhos são fortes, com uma boa angulação entre a coxa e a perna.

As pernas são bem musculosas, de comprimento sensivelmente igual à coxa. Os jarretes são bem descidos, fortes e bem angulados e os metatarsos verticais e fortes, sem desvios. As patas posteriores são idênticas às patas anteriores.

A marcha natural da raça é caracterizada por passadas de amplitude mediana. Na caça, a movimentação é um galope sustentado, equilibrado e flexível

A pele é flexível, sem ser muito fina; sem dobras. O pelo é fino, denso e curto, um pouco mais grosso e, às vezes, um pouco mais longo sobre o dorso. Sobre a cabeça e as orelhas, deve ser mais fino e mais curto.

O padrão da raça em relação a sua coloração é definido com manchas brancas que são bem estendidas, finamente mosqueadas de marrom (antiga denominação: borra de vinho) ou malhada de fulvo (antiga denominação: flor de pêssego), com todas as suas variações. As orelhas apresentam, geralmente, a cor de base mais ou menos mosqueada.

A mistura dos pelos brancos e de cores é igualmente admitida, dando aspecto de um conjunto ruão. Na cabeça, assim como sobre o corpo, regiões coloridas são somente admitidas, se pouco numerosas e pouco extensas.

Pelo

Curto

Comportamento e cuidados

Comportamento e cuidados

Em casa, é amável e afetuoso. Ao caçar, sua paixão e inteligência permitem que ele se adapte facilmente aos mais variados terrenos e trabalhos. Ao correr trabalhando, ele mantém naturalmente a cabeça alta para encontrar o cheiro, provando sua aptidão para apontar a presa com precisão. 

O pelo em si é fácil de cuidar, sendo necessária uma escovação semanal com uma escova de cerdas firmes para manter o pelo e a pele saudáveis. O restante se trata de manejo básico, como escovação dentária semanal e alimentação de boa qualidade.

Sensibilidade a fármacos

Não foram encontrados em literatura relatos de sensibilidade à fármacos específicos relacionados à raça em questão.

Predisposição à doenças

Não foram encontrados em literatura relatos de predisposição à doenças específicas relacionados à raça em questão.

Referências bibliográficas

CBKC Confederação Brasileira de Cinofilia. Padrão Oficial da Raça: Braco de Bourbonnais. Disponível em: http://cbkc.org/racas. Acesso em: 15 fev. 2018. 

FOGLE, B. Guia Ilustrado Zahar Cães. 2 ed. Rio de Janeiro: Zahar, 2009. 344 p.

GOUGH, A.; THOMAS, A. Breed Predispositions to Disease in Dogs and Cats. 3º Ed. Oxford: Wiley-Blackwell, 2018. 398 p.

Nestlé Purina Australia. Dog Breeds. Braque de Bourbonnais. Disponível em: http://www.purina.com.au/owning-a-dog/dog-breeds/BraqueDeBourbonnais. Acesso em: 10 fev. 2018

Pet guide. Breeds. Dog Breeds. Braque de Bourbonnais. Disponível em: http://www.petguide.com/breeds/dogs/braquedebourbonnais. Acesso em: 10 fev. 2018

Vet Street. Dog Breeds. Braque de Bourbonnais. Disponível em: http://www.vetstreet.com/dogs/braque-de-bourbonnais. Acesso em: 10 fev. 2018

Imagem disponível em: https://www.2puppies.com/api/media/cache/breed_photo/Bourbonnais-Pointing-Dog/Bourbonnais-Pointing-Dog-2.jpg