Wolfhound Irlandês

Nome da Raça

Wolfhound Irlandês

Porte

Grande

Peso

Fêmeas: mínimo de 40,5 kg. Machos: mínimo de 54,5 kg

Altura na Cernelha

Fêmeas: mínimo de 71 cm. Machos: mínimo de 79 cm

Nível de atividade

Alta

Temperamento

Sereno, corajoso, dócil e experiente caçador

Adestrabilidade

Alta

Introdução

Origem

O Wolfhound Irlandês (também conhecido por Irish Wolfhound, Galgo Irlandês e Lébrel Irlandês) original é uma raça bastante antiga, sendo documentada em 391 d.C., mas já estava estabelecido na Irlanda, no século 1 d.C.

Casais de Wolfhounds Irlandeses foram recebidos, como presente, pelas Casas Reais da Europa, Escandinávia e outros lugares, desde a Idade Média até o século 17. Foram enviados para a Inglaterra, Espanha, França, Suécia, Dinamarca, Pérsia, Índia e Polônia.

Foi desenvolvido na Irlanda para caçar alces gigantes e acima de tudo lobos, daí o seu nome “Wolfhound”. Ele realizou tão bem o seu trabalho que depois de várias centenas de anos, os lobos se tornaram extintos na Irlanda, o que quase levou extinção do Wolfhound no século XVII, já que seu trabalho não era mais requisitado.

As raças que originaram esse Galgo, o qual é o maior do mundo, são muito discutidas. Alguns acreditam que foi a partir de cruzamentos entre Sloughis e os Cães Pastores Irlandeses; outros dizem que existe o sangue do Galgo da Escócia em sua criação.

O renascimento do interesse pela raça acompanhou o crescente Nacionalismo Irlandês, ao final do século 19. O Irish Wolfhound tornou-se um símbolo vivo da cultura Irlandesa e do seu passado Celta.

Em 1862, o Capitão George Graham, obteve alguns dos poucos Wolfhounds restantes e os cruzou com o Deerhound Escocês, o Tibetan Borzoi, o Pyrenean Wolfhound e o Dogue Alemão. Os resultados foram aceitos como um legítimo renascimento da raça. 

O Kennel Clube Irlandês determinou uma classe para a raça, em sua exposição de abril de 1878, e um clube foi fundado para o Wolfhound Irlandês em 1885.

Nome original

Irish Wolfhound

País de origem

Irlanda

Características gerais

Aspectos raciais

Seu aspecto geral é de um cão de grande porte e aparência dominante, muito musculoso, forte em sua elegante construção. Sua cabeça é longa e plana, portada alta. O ideal, é que apresente mordedura em tesoura, todavia em torquês é aceitável. Possui focinho longo e moderadamente pontudo. Os olhos são escuros e as orelhas, pequenas, em rosa.

Seu pescoço é bastante longo, muito forte e musculoso, bem arqueado, sem barbelas ou pele solta na garganta. O tronco é longo, com costelas elevadas. Apresenta cauda longa e ligeiramente curvada, de espessura moderada e bem coberta por pelos.

Possui membros musculosos e patas moderadamente grandes e redondas. Os dedos são bem arqueados e fechados. Unhas muito fortes e curvadas. Sua movimentação é fácil e ativa. 

Apresenta pelo áspero e duro no tronco, pernas e cabeça especialmente de arame; pelos sobre os olhos e barba especialmente de arame. Cor: cinza, tigrado, vermelho, preto, branco puro, fulvo ou qualquer cor que apareça no Deerhound.

Comportamento e cuidados

Comportamento e cuidados

O Wolfhound Irlandês é conhecido por seu jeito tranquilo e gentil. É muito sereno para ser um cão de guarda, mas seu aspecto já é suficiente para deter intrusos. Convive com outros animais de estimação e é ótimo com crianças, se adequadamente socializado, embora deva ser supervisionado quando junto de crianças pequenas devido ao seu tamanho.

Possui enorme paciência, porém é corajoso e ao sentir ameaças, pode se tornar bastante feroz, pois está sempre pronto para defender sua família. Apesar de ficar muito confortável em casa, necessita de espaço amplo para se movimentar e se exercitar. São recomendadas longas caminhadas diárias e outras atividades que o desafiem mentalmente.

Ele é atraído pelo movimento, portanto ao observar gatos ou outros pequenos animais correndo tende a perseguí-los. Desta forma, a socialização deste cão com outros animais desde filhote mostra-se muito importante.

Recomenda-se que seja treinado com reforço positivo. Ele é inteligente e aprende rápido com a motivação certa.

Seus pelos devem ser escovados semanalmente e os banhos devem ser ocasionais. Os ouvidos precisam ser observados e limpos regularmente para evitar infecções.

Predisposição à doenças

Cardiovasculares

Fibrilação Atrial

  • afeta 10,5% da raça
  • geralmente associada à cardiomiopatia dilatada
  • complexo ventricular prematuro também pode ser observado

Cardiomiopatia Dilatada

  • a prevalência aumenta com o passar da idade
  • aproximadamente 2 vezes mais comuns em machos do que fêmeas

Gastrointestinais

Desvio Portossistêmico

  • congênito
  • os sinais clínicos são geralmente observados em cães com menos de 1 ano de idade
  • usualmente, os shunts são intra-hepáticos

Dilatação Gástrica / Vôlvulo

Hematológicas e imunológicas

Síndrome da Imunodeficiência

Doença de von Willebrand

  • a raça é afetada pelo tipo 1 da doença, mas não parece apresentar uma tendência clínica a hemorragias

Musculoesqueléticas

Tumor Ósseo

Displasia do Cotovelo

Displasia Coxo-femoral

  • a incidência é afetada pela taxa de crescimento e exercício

Osteocondrose – articulação escápulo-umeral (ombros)

  • predisposição em machos
  • início geralmente por volta dos 4 a 7 meses, mas pode ser depois

Osteocondrose - articulação fêmoro-tíbio-patelar

  • início geralmente aos 5 a 12 meses, mas pode ser antes

Panosteíte

  • predisposição em machos jovens

Neoplásicas

Tumor Ósseo

  • ocorre principalmente em machos
  • idade média de 6,6 anos
  • o risco aumenta com o passar da idade

Neurológicas

Epilepsia Idiopática

  • risco maior em machos
  • em 73% dos casos, a primeira crise ocorre aos 3 anos de idade

Oftálmicas

Atrofia Progressiva da Retina

  • início precoce
  • cegueira aos 2 a 3 anos de idade

Reprodutivas

Distocia

Fertilidade Baixa

  • alta incidência de libido baixa, testículos pequenos e baixa qualidade do sêmen

Respiratórias e pneumológicas

Pneumonia por Aspiração

Rinite / Síndrome da Broncopneumonia

  • pouco comum
  • maioria dos casos em cães com menos de 1 ano de idade

Referências bibliográficas

Padrão Oficial da Raça Wolfhound Irlandês. CBKC. Disponível em: <http://cbkc.org/application/views/docs/padroes/padrao-raca_213.pdf>

Irish Wolfhound. UKC. Disponível em: <https://www.ukcdogs.com/irish-wolfhound>

Irish Wolfhound. AKC. Disponível em: <http://www.akc.org/dog-breeds/irish-wolfhound/>

Ficha do Irish Wolfhound. CachorroGato. Disponível em: <http://www.cachorrogato.com.br/racas-caes/irish-wolfhound/>

Irish Wolfhound Dog Breed Information and Personality Traits. Hill´s. Disponível em: <https://www.hillspet.com/dog-care/dog-breeds/irish-wolfhound>

Irish Wolfhound. Pet Md. Disponível em: <https://www.petmd.com/dog/breeds/c_dg_irish_wolfhound>

Irish Wolfhound. Vet Street. Disponível em: <http://www.vetstreet.com/dogs/irish-wolfhound#overview>

Osteochondrosis of the Shoulder in the Dog. Vet Specialists. Disponível em: <http://vetspecialists.com/osteochondrosis-of-the-shoulder-in-the-dog-dog-ocd-joint-mouse/>

THOMAS, A.; O’NEILL, D.; GOUGH, A. Breed Predispositions to Disease in Dogs. Jonh Wiley & Sons Ltd. 3 ed. 2018. 

Federation Cynologique Internationale. Disponível em: <http://www.fci.be/en/>

Imagem: Disponível em: <http://www.vetstreet.com/dogs/irish-wolfhound>