Atualização no intervalo de referência do SDMA

Empresa

IDEXX

Data de Publicação

17/09/2018

PDF

Produtos Relacionados

O uso do Teste IDEXX SDMA® para avaliar a função renal em cães e gatos filhotes 

Em julho de 2015, os Laboratórios de Referência IDEXX apresentaram o teste IDEXX SDMA®, um novo teste revolucionário da função renal. O SDMA (dimetilarginina simétrica) é um biomarcador renal específico para a função renal.

Ele provou ser um indicador mais confiável da função renal do que a creatinina, permitindo que os veterinários detectem a insuficiência renal aguda (IRA) e a doença renal crônica (DRC) precocemente. Um dos principais atributos do SDMA é a sua alta especificidade para avaliar a função renal.

O SDMA sofre menos impactos por fatores extra-renais do que a creatinina, incluindo condição corporal, idade avançada e estado da doença.

Ao contrário da creatinina, o SDMA não é afetado pela massa corporal magra. Portanto, o SDMA é mais confiável para avaliar a função renal em animais com doença renal crônica ou outras condições que resultam em perda muscular e de peso, como hipertireoidismo.

Cães e gatos filhotes são muitas vezes menos musculosos quando comparados a adultos, diminuindo a utilidade da creatinina na avaliação renal nesses pacientes. Portanto, o SDMA deve ser um indicador mais sensível e confiável de disfunção renal em filhotes caninos e felinos.

A IDEXX dedica-se a oferecer as ferramentas de diagnóstico que você precisa para pacientes de todas as idades.

Os intervalos de referência pediátricos para muitos exames laboratoriais de rotina diferem dos observados em animais adultos por várias outras razões, incluindo diferenças no metabolismo, depuração, homeostase, maturidade de órgãos e alterações fisiológicas associadas à fase de crescimento rápido.

Portanto, para determinar intervalos de referência para cães e gatos filhotes, os Laboratórios de Referência IDEXX participaram de dois estudos sobre intervalo de referência, um para filhotes caninos e um para filhotes felinos.

SDMA em cães filhotes

A IDEXX seguiu as diretrizes do Clinical and Laboratory Standards Institute (CLSI) para determinar um intervalo de referência do SDMA para cães filhotes. Populações saudáveis de filhotes caninos foram inscritas no estudo por universidades, instituições de pesquisa e abrigos participantes.

O sangue foi coletado durante a rotina normal de cuidados com o animal. Foram incluídos no estudo filhotes caninos de 3 a 12 meses de várias raças. Os filhotes foram caracterizados como saudáveis com base no histórico, avaliação física, avaliação de um hemograma completo e painel bioquímico.

Com base nas concentrações do SDMA, o intervalo de referência do SDMA para cães filhotes foi determinado como sendo 0-16 μg/dL, ligeiramente superior ao intervalo de referência do adulto de 0-14 μg/ dL.

Quando este intervalo de referência de filhotes é aplicado aos resultados do histórico de pacientes na IDEXX, a maioria dos filhotes (90% da população de pacientes) tem resultados que se enquadram no intervalo de referência de adulto e outros 6% têm um resultado dentro do intervalo de referência estendido de filhote.

O intervalo de referência do SDMA se normaliza à medida que os filhotes atingem a idade adulta. A idade exata na qual um cão atinge a maturidade varia por raça, onde cães de raça toy completam sua fase de crescimento mais rapidamente do que os de raças gigantes.

A causa do ligeiro aumento da concentração de SDMA em alguns filhotes saudáveis em crescimento é desconhecida neste momento, mas os papeis fisiológicos para a metilação da proteína arginina, incluindo transdução de sinal, mRNA splicing, controle transcricional, reparo de DNA e translocação de proteínas, são postulados para serem aumentados em animais em crescimento, resultando em aumento da geração de SDMA.

O impacto do tamanho da raça do cão na idade madura

Um estudo retrospectivo dos resultados de SDMA do paciente avaliou a relação do tamanho da raça (toy/raças pequenas, médias, grandes e gigantes) e a idade dos filhotes caninos. Determinou-se que, em média, os cães alcançam o intervalo de referência adulto do SDMA com cerca de 1 ano de idade.

No entanto, muito parecido com outras mudanças bioquímicas presentes na fase pediátrica de cães (por exemplo, fosfatase alcalina e fósforo), a idade exata que esta alteração ocorre irá variar dependendo da raça/tamanho.

O SDMA em cães de pequeno porte pode normalizar aos 6 meses, enquanto em raças grandes e gigantes podem demorar até 2 anos para amadurecer completamente. As concentrações de SDMA ligeiramente aumentadas (15 ou 16 μg/dL) em um filhote canino devem, portanto, ser interpretadas segundo a fase de crescimento, bem como outras evidências de doença renal. 

SDMA em gatos filhotes

Um estudo sobre o intervalo de referência pediátrico também foi realizado para determinar o impacto da idade sobre as concentrações de SDMA em gatos filhotes. Os filhotes felinos clinicamente saudáveis (de 1 a 12 meses) de vários abrigos de animais nos Estados Unidos foram inscritos no estudo.

Os filhotes felinos também foram caracterizados como saudáveis com base em seu histórico, avaliação física, avaliação de um hemograma completo (CBC) e painel bioquímico. O sangue foi coletado durante a rotina normal de cuidados com o animal.

Ao contrário dos filhotes caninos, os filhotes felinos clinicamente saudáveis não demonstraram diferença nas concentrações de SDMA quando comparados aos gatos adultos saudáveis. Este estudo confirmou que o intervalo de referência do gato adulto de 0-14 μg/dL é apropriado para uso em gatos filhotes.

O impacto da sedação em gatos filhotes

Algumas das amostras apresentadas para o estudo foram obtidas de filhotes felinos que foram sedados em preparação para outros procedimentos (por exemplo, castração). Uma análise inicial demonstrou que a sedação foi um fator que interferiu na interpretação dos resultados, portanto, os filhotes felinos sedados foram excluídos do estudo do intervalo de referência.

Uma avaliação mais aprofundada dos resultados de SDMA desses filhotes felinos saudáveis confirmou que os filhotes sedados com menos de 6 meses de idade aumentaram significativamente suas concentrações de SDMA em comparação com os filhotes não sedados.

Os gatos filhotes saudáveis sedados com mais de 6 meses de idade não demonstraram aumento das concentrações de SDMA. O nível de aumento das concentrações de SDMA nos gatos filhotes sedados mais jovens variou com o protocolo de sedação utilizado e foi mais impactante nos filhotes mais novos (idades 1-3 meses).

O aumento das concentrações de SDMA observado em gatos filhotes sedados ocorreu, provavelmente, devido à vasoconstrição, resultando em fluxo sanguíneo renal reduzido, levando a uma diminuição da taxa de filtração glomerular (TFG).

Com base nestes resultados, recomenda-se a coleta de sangue para testes laboratoriais em filhotes felinos não sedados. Essas observações também destacam a necessidade de fazer com que o fluxo sanguíneo renal mantenha as pressões de perfusão adequadas nesses pacientes durante procedimentos que requerem sedação prolongada ou anestesia.

Se os resultados de SDMA ainda estiverem aumentados em uma nova amostra no filhote não sedado, consulte o algoritmo de diagnóstico do Teste IDEXX SDMA ® para obter maiores informações sobre as ações recomendadas, bem como considerações para ajustar seus protocolos de anestesia para manter os rins o melhor possível antes, durante e após a anestesia.

Conclusões

O Teste IDEXX SDMA® é uma medição valiosa da função renal em pacientes pediátricos, assim como em animais adultos, mas o teste deve ser interpretado à luz dos intervalos de referência adequados à idade do paciente.

Não foram observados impactos em relação a idade nos intervalos de referência do SDMA em filhotes felinos saudáveis não sedados. Embora a maioria dos filhotes caninos fiquem dentro do intervalo de referência dos adultos, podem ser observadas concentrações ligeiramente aumentadas de SDMA (15 ou 16 μg/dL) em uma pequena proporção de filhotes caninos durante a fase de crescimento rápido.

Nestes casos, recomenda-se associar um exame de urina completo e avaliar outras evidências de doença renal e considerar reavaliar a concentração do SDMA à medida que a fase de crescimento do filhote canino diminui.

Saiba mais sobre como usar o teste IDEXX SDMA® no diagnóstico e tratamento da doença renal visitando idexx.com/SDMAalgorithm.

Referências

Nabity MB, Lees GE, Boggess M, et al. Symmetric dimethylarginine assay validation, stability, and evaluation as a marker for early detection of chronic kidney disease in dogs. J Vet Intern Med. 2015;29(4):1036–1044.

Hall JA, Yerramilli M, Obare E, Yerramilli M, Jewell DE. Comparison of serum concentrations of symmetric dimethylarginine and creatinine as kidney function biomarkers in cats with chronic kidney disease. J Vet Intern Med. 2014;28(6):1676–1683.

Hall JA, Yerramilli M, Obare E, Yerramilli M, Almes K, Jewell DE. Serum concentrations of symmetric dimethylarginine and creatinine in dogs with naturally occurring chronic kidney disease. J Vet Intern Med. 2016;30(3):794– 802.

Hall JA, Yerramilli M, Obare E, Yerramilli M, Yu S, Jewell DE. Comparison of serum concentrations of symmetric dimethylarginine and creatinine as kidney function biomarkers in healthy geriatric cats fed reduced protein foods enriched with fish oil, L-carnitine, and medium-chain triglycerides. Vet J. 2014;202(3):588–596.

Hall JA, Yerramilli M, Obare E, Yerramilli M, Melendez LD, Jewell DE. Relationship between lean body mass and serum renal biomarkers in healthy dogs. J Vet Intern Med. 2015;29(3):808–814.

Hyperthyroid cats and the IDEXX SDMA Test. IDEXX website. www.idexx.com/small-animal-health/products-and-services/sdma-hyperthyroid-cats.html. Acessado em 16 de Agosto, 2017.

Dados arquivados na IDEXX Laboratories, Inc. Westbrook, Maine USA