Edetato Cálcico Dissódico

Princípio Ativo

Sobre

Princípio(s) Ativo(s)

  • Edetato Cálcico Dissódico

Classificaçāo

Antídoto

Receita

Receita Simples

Espécies

Bovinos e Equinos

Armazenamento

Conservar em local seco e fresco, entre 15°C a 30°C, ao abrigo da luz solar, fora do alcance de crianças e animais domésticos.

Apresentações e concentrações

Este produto ainda não tem informações de Apresentações e concentrações

Indicações e contraindicações

Indicações

Quelante de metais pesados para tratamento de intoxicações por chumbo ou zinco.

Contraindicações / precauções

Não administrar a pacientes com anúria e usar com cautela na insuficiência renal.

Efeitos adversos

Em humanos são relatadas reações alérgicas.

Administração e doses

Via(s)

SC

EV Muito Lenta

Frequência de utilização

6 a 8 horas

Doses

Recomendado

Bovinos e Equinos

25 mg / kg

calcular

Observações

Modo de usar:

Diluir na proporção de 10 mg/mL de administração

Interações medicamentosas

Observações da interação

A administração concomitante com Corticosteróides, insulina NPH ou PZI e outros fármacos nefrotóxicos podem modificar a absorção dessas substâncias e causar efeitos adversos.

* Aviso Legal - Interações Medicamentosas - O Aplicativo Vet Smart contém informações de interação medicamentosas em geral, que foram levantadas por pesquisa realizada pelo próprio Vet Smart, de modo que as informações médicas e sobre medicamentos não é um aconselhamento médico veterinário e não deve ser tratado como tal. Portanto, a Vet Smart não garante nem declara que a informação sobre tratamentos médicos veterinários ou interações medicamentosas do Aplicativo Vet Smart: (A) estará constantemente disponível, ou disponíveis a todos; ou (B) são verdadeiras, precisas, completas, atuais ou não enganosas.

Farmacologia

Farmacodinâmica

Os fármacos quelantes como o edetato de cálcio dissódico atuam nas intoxicações sequestrando os metais tóxicos.

Apresenta alta capacidade de ligação ao chumbo, zinco, cádmio, cobre, ferro e manganês. Em animais é utilizado principalmente como quelante em intoxicações por chumbo.

Farmacocinética

Em humanos é excretado em sua maior parte pela urina e apenas uma pequena parcela pela via gastrintestinal (SADAO, 2002).

Efeitos adversos

Em humanos são relatadas reações alérgicas.

Monitoramento

Monitorar a eficácia da terapia.

Estudos

Não há nenhum estudo relacionado à este produto.

Avaliações

Como você avaliaria a performance do produto?

Desempenho do produto

Distribuidores

Este produto ainda não tem distribuidores

Referências bibliográficas

SADAO, Marcelo. Intoxicação por chumbo. Revista de oxidologia, v. 11, p. 37-42, 2002.